Monstros S/A e educação positiva

Outro dia estava revendo um trecho do filme da Pixar, Monstros S/A, e de repente me dei conta de que a mensagem que é veiculada no filme poderia servir para uma reflexão sobre o relacionamento entre pais e filhos. Para quem não assistiu ao filme, trata-se de uma sociedade anônima ou uma indústria cuja produtividade, no início do filme, se alimenta a partir de uma matéria-prima muito interessante: os gritos assustados de criancinhas em seus quartos na hora de dormir. Para isso, os monstros trabalhavam assustando-as, saindo das portas de seus guarda-roupas…  Havia na Monstros S/A, inclusive, um treinamento para os monstros iniciantes a fim de que aprendessem a ser aterrorizadores!

Ao final, os monstros descobrem que as risadas das criancinhas oferecem muito mais energia para a indústria do que seus gritos. E, então, toda uma transformação é realizada. Agora não mais se assustam crianças, mas sim desenvolvem-se estratégias para que elas deem gargalhadas.

Como mãe, lembrei-me de todas as situações em que “recarrego” minha energia a partir do medo que, por falha e abuso de autoridade, imponho a meus filhos. De repente ficou claro para mim que essa “energia” não é vital nem boa… Sair “vitoriosa” de uma situação em que meu filho é intimidado é um equívoco que temos que evitar!

É muito mais produtivo educar a partir do SIM, de uma visão positiva sobre as coisas. Mostrar o certo, o bom, o melhor vale mais para a criança do que apontar seus erros a todo instante. Corremos o risco de desanimá-los, de extirguir a riqueza que existe dentro deles. Por outro lado, a educação positiva faz a criança se desenvolver, desabrochar e a “energia” que colheremos daí é muito mais viva, forte e edificante!

Já dizia São Paulo aos colossenses: “Pais, deixai de irritar vossos filhos, para que não se tornem desanimados” (Colossenses 3, 21). Façamos, portanto, um esforço neste sentido. Que nossos filhos sejam animados pela alegria de descobrirem a riqueza que é fazer o bem em vez do mal; de dar gargalhadas em vez de gritos; de serem felizes em vez de emburrados.

Peçamos ao Espírito Santo a sabedoria de despertar a energia vital em nossos filhos, através de uma educação positiva e construtiva. Que eles se sintam amados e motivados.

Abraço a todos,

Cristiane

Anúncios

Sobre Cristiane

Cristiane é casada há 12 anos, tem 2 filhos e 1 filha. Atuante na Igreja desde sua juventude, participou de grupos de jovens (em Marília e Campinas, SP), Pastoral Universitária (em Campinas, SP) e Pastoral Familiar (em Niterói, RJ). Formada em Letras e Linguística, no momento trabalha como revisora de livros e artigos e como professora de redação.
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Monstros S/A e educação positiva

  1. Mari disse:

    Cris
    Sempre iluminada pelo Divino Espirito Santo !!!
    Quantas sábias palavras …
    Na escola da Carol a metodologia corretiva das crianças é justamente o que eles chamam de “educar no positivo” !!!
    E se encaixa perfeitamente em toda a sua reflexão !!!
    Mais uma vez muito obrigada pelo excelente post !
    Bjs a toda sua linda familia,
    Mari, Marco e cia …

  2. Cristiana disse:

    Obrigada !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s