Mulher: o trabalho de cuidar

Meus caros, bom dia!

Na semana que passou comemorou-se o dia da mulher, e não comentamos o assunto na nossa coluna. Fazendo justiça a este episódio, é necessário que mencionemos que quando se fala do “Dia da Mulher”, nos tempos de hoje, é comum que se pense antes de mais nada na conquista de seus direitos, principalmente na concorrência com o homem no mercado de trabalho. Não se esquece de suas conquistas nos “direitos feministas”. Na participação política…em fim na sua atuação social cada vez mais participativa.

É inegável tudo isto, e não vejo necessidade de ficar sendo mais um a falar sobre isto. No entanto, o trabalho da mulher em casa, é frequentemente lembrado como um “fardo medieval” que ela “ainda tem que carregar”, mas que um dia haverá de livrar-se. O trabalho em família é visto como uma ocupação que tira o tempo “valioso” de sua realização profissional. A dedicação aos filhos, (que infelizmente algumas estão desconsiderando totalmente como opção) é delegado a estranhos, para não atrapalhar suas atividades (que pagarão depois a terapia de ausência). A presença mais próxima ao marido, fica como condição social de aparência.

Penso que, é preciso valorizar as “conquistas” do século XX, sem esquecer as características femininas que sempre foram fundamentais para o equilíbrio da família e consequentemente da sociedade no seu todo. Afinal, homem e mulher são diferentes, e um precisa do outro para este equilíbrio familiar , sem diminuições de um ou de outro.

O trabalho feminino que se identifica com o “CUIDADO”, (bastante concretizado na área da saúde na profissão de enfermagem, e cada vez mais na medicina), é a maior contribuição de trabalho que a mulher oferece. Cuidar não é se submeter, porque alguém manda. Cuidar é antes de mais nada manifestação de Amor de quem se sabe responsável por algo ou alguém que é importante para si. Deixar aos cuidados de alguém significa confiar em alguém que sei que permanecerá junto, carinhosamente e preservando para que não se estrague. Cuidar significa acompanhar o crescimento. Cuidar significa saber alegrar-se com as realizações dos outros que me realizam porque contribui. Cuidar significa manifestar o Amor maior .

Neste ato de cuidar, a mulher é insuperável, e por isto coube a ela receber a vida e preservar a gestação até que o nascimento do filho . É por isto que coube a ela receber o próprio Deus, que também é cuidado por Ela. É por isto que Ele, o Filho antecipou suas realizações a seu pedido nas Bodas de  Caná.  É por isto que Ele confiou a humanidade inteira aos seus cuidados na pessoa de João ao pé da cruz. É por isto que enquanto todos os homens (apóstolos) desesperavam entristecidos, Maria cuidava da Igreja até a Ressurreição e a vinda do Espírito Santo. É por isto que continuamos a ser cuidados por Maria até os fins dos tempos.

Obrigado mulheres, pelo trabalho incansável de cuidar de nós. 

Valdir

Anúncios

Sobre vreginato

Casado e tem três filhos. Médico e Terapêuta de Família. Professor de Bioética, Históra da Medicina e Espiritualidade e Mediicna na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), membro do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde da Unifesp, Coordenador da Pastoral da Família da Paróquia Nossa Senhora do Brasil
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Mulher: o trabalho de cuidar

  1. Cristiane disse:

    Belo texto, Valdir!
    Que nós mulheres não tenhamos medo de assumir nossa vocação de cuidar. E possamos sentir quão gratificante pode ser a opção “ser mãe em casa”!
    abraços,
    Cris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s