10 anos

Ontem foi o aniversário de 10 anos de nosso filho mais velho. Foi uma oportunidade de louvar e agradecer a Deus pela vida dele. É sensível a mudança que ocorreu em nossa vida desde que ele nasceu – e uma mudança para melhor. Alguém já disse – e eu torno a repetir – que “ser mãe é uma das experiências mais gratificantes da vida!” Como pode um ser tão pequeninho influenciar tanto na vida da gente?!

Com nosso primogênito tem sido assim. A cada ano que passa ele se revela mais e mais uma criança muito especial. É um verdadeiro presente de Deus para nós. Paciente com o irmão mais novo (7 anos) e muito cuidadoso com a irmã caçula (6 meses), ele se mostra uma criança sensível a cada dia. Percebemos que seu coração é grande; que ele é um menino bom, muito querido, que sabe ajudar com paciência os menores (no caso do irmão e dos priminhos e amigos mais novos) e também os colegas na escola. Só recebemos elogios de seus professores. Parece que ele é um garoto com comportamento de referência para os amigos.

Eu poderia ficar orgulhosa e esbanjar: “é meu filho”, mas eu bem sei que toda bondade que está no seu coração tem a ver com seu temperamento dócil e com a graça de Deus. Desde criança pequenina, o levamos à missa e ao catecismo, o ensinamos a rezar e a perceber os valores cristãos em nossa vida, mas ele tem um dom especial para entender o que é bom e para tentar praticá-lo. E logo chora arrependido quando “pisa na bola”…

E sendo uma criança assim, ele é sinal de Deus para nós e nos ajuda em nossa caminhada de fé também. A vida dele para nós é um presente. Deus sabe o que faz e enriqueceu nossa família quando nos deu cada um de nossos filhos. Por eles e com eles, somos muito felizes!

Outro aspecto que gostaria de partilhar diz respeito à festinha com que celebramos o seu aniversário aqui em casa: umas bexigas na parede, uma toalha colorida na mesa, salgadinhos, docinhos e bolo feito carinhosamente pela avó foram suficientes para trazer alegria para o dia especial. Convidamos os amiguinhos mais próximos e os familiares e a festa estava feita! A criançada brincou à vontade, se revezando entre a sala, o quarto e o quintal. Digo isso para confirmar que não é preciso muita coisa para celebrar a vida! Não é preciso grandes festas! Não é preciso grandes buffets em grandes salões, com equipe de animadores e brinquedos mirabolantes das casas de festa! Uma festa simples e aconchegante pode ser muito especial e não corremos o risco do estresse e dos gastos de uma festa de aniversário infantil dos dias hoje. Para uma criança, valem mais a atenção dos pais, o carinho dos familiares e dos amigos próximos, ainda que sua festa seja pequena.

É preciso discernimento para não se deixar levar – até mesmo neste quesito – pelas influências consumistas do mundo moderno. A indústria das festas está aí para satisfazer certos desejos de pais que, em minha opinião, estão com o foco da celebração fora do lugar… Não quero, com isso, reprovar quem pode bancar uma festa grande, num belo salão de festas, com equipe de animadores etc etc. Mas não posso também deixar de falar que o mais importante não é o tamanho da festa. Há pais que se endividam para realizar um sonho de festa que nem eles mesmos sabem de quem é: se do filho ou se deles mesmos… uma ostentação desnecessária.

Ter um filho e celebrar o seu aniversário com carinho é muito importante. Diria que é fundamental. Nossos filhos merecem saber o quanto são amados e o quanto nos recordamos com alegria do dia em que eles nasceram. Isso deve fazer parte da festa. Todo o restante são opções que cada um realiza de acordo com suas possibilidades e procurando, com sabedoria, não se influenciar pelas aparências externas.

Abraços a todos,

Cristiane

Anúncios

Sobre Cristiane

Cristiane é casada há 12 anos, tem 2 filhos e 1 filha. Atuante na Igreja desde sua juventude, participou de grupos de jovens (em Marília e Campinas, SP), Pastoral Universitária (em Campinas, SP) e Pastoral Familiar (em Niterói, RJ). Formada em Letras e Linguística, no momento trabalha como revisora de livros e artigos e como professora de redação.
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s