Driblar o mau humor

(com um dia de atraso…)

Ano novo, vida nova… Todo mundo diz isso e sonha com uma vida melhor. Fiquei me perguntando – e convido vocês a fazerem o mesmo – como poderíamos deixar nossa vida em família melhor. E uma das coisas que me veio à mente é driblar o mau humor – meu e dos meus queridos. Todos nós temos dias de mau humor, ou momentos de mau humor, mesmo as crianças! O que fazer?

Se um está mal-humorado, os outros devem ter paciência e esperar o mau humor passar, porque, de outra forma, o mau humor pode contagiar a família toda e o clima ficará bem pesado. Percebi aqui em casa que “fontes” de mau humor são noites mal dormidas, fome, cansaço depois de uma atividade prolongada, ainda que uma brincadeira – porque brincar também cansa e os pequenos ficam esgotados, o que acaba gerando mal humor –, ou por falta do que fazer – especialmente nas férias quando eles têm tempo de sobra para escolherem o que fazer. O jeito é equilibrar bem o tempo! Além disso, porque a fome também gera carinhas tristonhas, além das refeições principais, lanches nos intervalos ajudam a manter o “açucar” balanceado e as carinhas felizes.

Mas o mais importante mesmo é ter delicadeza uns com os outros e ensinar os filhos a fazerem o mesmo. Respostas ásperas só geram tristeza e ainda mais mau humor. Se um está precisando de ajuda ou quer perguntar algo, o outro tem que estar solícito naquele momento, ouvindo e respondendo com delicadeza. Somos assim com estranhos, por que é tão difícil agir de tal forma com os de casa? Vejam o que São Paulo ensinava aos Tessalonicences e nos ensina hoje:

“Vivei sempre contentes.
Orai sem cessar.
Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo.
Não extingais o Espírito.
Não desprezeis as profecias.
Examinai tudo: abraçai o que é bom.
Guardai-vos de toda a espécie de mal.
O Deus da paz vos conceda santidade perfeita. Que todo o vosso ser, espírito, alma e corpo, seja conservado irrepreensível para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo!”
(1 Tessalonicenses 5,16-23)

Vivei sempre contentes… Os dias de 2013 serão mais leves se vivermos sempre contentes. Se Paulo dá este conselho é porque, de alguma forma, é possível desempenhá-lo. Examinai tudo: abraçai o que é bom. Às vezes é preciso descartar certas coisas – só devemos abraçar o que é bom, mas antes devemos examinar para fazermos justiça. Penso que podemos, sem querer, deixar de abraçar o que é bom e isso pode magoar nossos queridos. Guardai-vos de toda a espécie de mal. Se cortarmos o mal pela raiz, assim que ele se manifesta, é grande a nossa chance de o vencermos. Se percebemos logo que alguém está mal humorado, podemos mais rapidamente ajudá-lo a se livrar daquele sentimento. E cada um saberá o que fazer: necessidade de descanso, necessidade de comida, necessidade de sorriso/abraço…

O Deus da paz vos conceda santidade perfeita. Santidade perfeita é viver sempre contentes!

Feliz e Santo 2013 para todos!

Cristiane

 

Anúncios

Sobre Cristiane

Cristiane é casada há 12 anos, tem 2 filhos e 1 filha. Atuante na Igreja desde sua juventude, participou de grupos de jovens (em Marília e Campinas, SP), Pastoral Universitária (em Campinas, SP) e Pastoral Familiar (em Niterói, RJ). Formada em Letras e Linguística, no momento trabalha como revisora de livros e artigos e como professora de redação.
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Driblar o mau humor

  1. lutfe disse:

    Adorei! Valeu! Lutfe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s