Tempo para os filhos

Você já beijou seu filho hoje? Já lhe deu um abraço ou conversou com ele? Acho que já falei sobre o tempo que devemos dedicar a nossos filhos aqui neste blog, mas, depois de ler o post do Marco (https://casadefamilia.org.br/2012/09/18/relacionamentos/), fiquei refletindo sobre como estava o minha dedicação em termos de tempo para meu esposo e para meus filhos.

Nossos filhos são preciosos para nós e, por conta disso, precisamos dedicar tempo de nossa vida a eles, através de nossa atenção, nosso carinho. Eles precisam de manifestações de afeto: uns são diferentes dos outros. Há filhos mais abertos à afetividade – que gostam de beijar e de serem beijados – e há filhos mais tímidos – que aparentemente “não” gostam de beijos e abraços. Digo “aparentemente” e ponho entre aspas “não” porque a verdade é que todo mundo precisa de demonstrações de afeto e de muito carinho, mesmo os mais tímidos.

Além do afeto, o jeito de conversar e dar atenção ao que eles nos contam – seja a respeito da escola seja a respeito de uma brincadeira ou algo que viram na TV – faz toda a diferença na vida deles. Eles vão se sentir valorizados porque os ouvimos, porque consideramos importante o que eles falam. Nosso olhar deve se voltar para eles quando eles conversam conosco.

Assim, nossos filhos vão adquirir autoconfiança e vão amadurecer afetivamente a ponto de também fazerem o mesmo entre irmãos. É tão gratificante e bonitinho ver os filhos mais velhos sendo carinhosos com os menores! Com quem eles aprenderam? Nunca nos esqueçamos de que eles se espelham em nós. Também para o lado negativo: já reparei que, quando estão bravos um com o outro, são parecidos com a mamãe brava que sou às vezes…

Que Deus nos inspire e ajude a dedicar tempo e carinho aos nossos pequenos. O mundo precisa de gente afetivamente equilibrada; o mundo é carente de pessoas que possam dar atenção e carinho.

Abraços afetuosos,

Cristiane

Anúncios

Sobre Cristiane

Cristiane é casada há 12 anos, tem 2 filhos e 1 filha. Atuante na Igreja desde sua juventude, participou de grupos de jovens (em Marília e Campinas, SP), Pastoral Universitária (em Campinas, SP) e Pastoral Familiar (em Niterói, RJ). Formada em Letras e Linguística, no momento trabalha como revisora de livros e artigos e como professora de redação.
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s