Decisão

“Porém se vos desagrada servir o Senhor, escolhei hoje a quem quereis servir: se aos deuses, a quem serviram os vossos pais além do rio, se aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porque, quanto a mim, eu e minha casa serviremos o Senhor.” (Josué 24, 15).

Este versículo fez parte da leitura da missa de domingo passado. E a pergunta que fez Josué ao povo, hoje pode ser feita a cada um de nós: “escolhei a quem quereis servir”. É interessante que Josué dá liberdade a eles para que escolham. Ninguém é obrigado a servir o senhor, nem a amá-lo, a segui-lo. Também Jesus, no Evangelho do mesmo domingo, pergunta aos seus apóstolos:

“Desde então, muitos dos seus discípulos se retiraram e já não andavam com ele. Então Jesus perguntou aos Doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, a quem iríamos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.”(João 6, 66-68)

Vejam que, em ambos os textos, somos interpelados a tomar uma decisão. E tal decisão dentro de nossa liberdade de escolha, de outra forma não seria uma escolha. Se não fôssemos livres, não seria uma escolha verdadeira. Nisto está o amor de Deus por nós – Ele espera nossa resposta, livre e espontânea. Jamais nos forçará a segui-lo, a amá-lo.

Também vemos que Josué, diante do povo, embora dê liberdade a eles, testemunha que ele e sua família serviriam o Senhor. Como cada um deve dar sua resposta, não cabe a nós impor aos outros o seguimento do senhor. Cabe a nós testemunhar que seguiremos a Ele! Muitas pessoas, ao verem nosso exemplo, podem também optar por buscar a Deus. Foi o que aconteceu com o povo:

“O povo respondeu: Longe de nós abandonarmos o Senhor para servir outros deuses. O Senhor é o nosso Deus, ele que nos tirou, a nós e a nossos pais, da terra do Egito, da casa da servidão; e que operou à nossa vista maravilhosos prodígios e guardou-nos ao longo de todo o caminho que percorremos, entre todos os povos pelos quais passamos. O Senhor expulsou diante de nós todas essas nações, assim como os amorreus que habitam na terra. Nós também, nós serviremos o Senhor, porque ele é o nosso Deus.”
(Josué 24, 16-18)

Quanto aos apóstolos, também eles, representados por Pedro, respondem a Jesus: “Senhor, a quem iríamos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.”

Façamos, então, essa pergunta: a quem queremos servir? Há outro a quem recorrer? Quem tem as palavras de vida eterna? O mundo precisa de nossa decisão. Todos nós sabemos quais são os deuses de hoje em dia que nos distraem do nosso caminho. Tenhamos, pois, a coragem de responder: “eu e minha casa serviremos ao senhor!” Não importa se outros não o servem, não o buscam, não o amam… Nossa família seguirá os passos dEle. E, quem sabe, por conta de nosso testemunho, também outras famílias tomem a mesma decisão?!

Abraços,

Cristiane

Anúncios

Sobre Cristiane

Cristiane é casada há 12 anos, tem 2 filhos e 1 filha. Atuante na Igreja desde sua juventude, participou de grupos de jovens (em Marília e Campinas, SP), Pastoral Universitária (em Campinas, SP) e Pastoral Familiar (em Niterói, RJ). Formada em Letras e Linguística, no momento trabalha como revisora de livros e artigos e como professora de redação.
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s