Sentimento de véspera

Queridos amigos leitores,

Tenho vivido por esses dias um sentimento de véspera. Vou me explicar. Estou chegando ao final da gestação de minha filha – são 37 semanas completas! Isso significa que ela deve nascer daqui a uma ou duas semanas. Por conta disso, estamos na expectativa, bem próxima agora, de seu nascimento. E isso gera um sentimento de véspera… Posso imaginar como será a vida quando ela nascer, mas é somente um ideia: a vida hoje é uma e, quando ela nascer, haverá novidades em nossa rotina. Por mais que eu imagine, a nova vida será recheada de momentos especiais que esta nova criança – outra pessoa que fará parte de nossa vida para sempre – vem nos trazer!

A véspera de algo importante já traz um pouco da alegria do evento que está chegando. É uma feliz espera diante do que vai acontecer. Não sei ainda como será o rostinho de minha nova bebê, mas sei que vai me trazer muita alegria olhar para ela, abraçá-la, amamentá-la, vê-la dormindo em seu bercinho com as roupinhas que carinhosamente escolhemos para ela. O quarto foi preparado, o enxoval foi formado, fiz acompanhamento médico e tudo foi colaborando para que esta gestação chegasse ao seu final de maneira saudável e tranquila. E, agora, às vésperas de sua chegada, a feliz ansiedade cresce!

A primeira vez que ouvi a expressão “sentimento de véspera” foi em outro momento muito especial de minha vida. Estava conhecendo aquele que seria meu esposo uns anos depois. Nossa amizade estava crescendo e o interesse mútuo também, a ponto de, ao nos despedirmos um dia, ele me revelar – “Cris, estou vivendo um sentimento de véspera!” Aquelas palavras encheram meu coração de esperança. Ficava cada vez mais claro para mim que começaríamos a namorar… e, de fato, no dia seguinte, iniciamos um relacionamento afetivo que culminou em nosso casamento 2 anos e meio depois. Não esqueço, porém, da alegria que senti pela esperança que aquela véspera gerou em mim! E nem sabia ainda de toda a alegria que viveria ao lado de meu esposo em nossos 11 anos de casamento!

Na vida espiritual também vivemos em constante esperança pela vida que teremos um dia ao lado de Deus. “É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou {Is 64,4}, tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam” (1 Coríntios 2, 9). Sabemos que seremos muito felizes quando o grande dia chegar; quando estivermos no céu vivendo a alegria da vida eterna com Deus. Também fazemos nosso “enxoval”, preparamos nossa “casa”, visitamos o “médico” para nos prepararmos bem para esta vida nova em Deus. Vagamente tentamos imaginar o que virá a ser a vida eterna, mas nossos olhos jamais viram, nossos ouvidos jamais ouviram e nosso coração jamais sentiu o que Deus tem preparado para nós.

Trata-se de um sentimento de véspera, envolvido por uma das virtudes teologais – a Esperança! E é porque temos esperança que nossa vida aqui na Terra segue andando. Quem não tem esperança, não tem perspectiva de vida, não acredita no futuro melhor que Deus nos reserva. Situações importantes de nossa vida – o casamento, um filho que vai chegar – nos ajudam a experimentar a esperança e a realização dela, como sinais de que vale a pena esperar em Deus, de que seremos muito felizes…

Termino, pedindo a Deus que aumente a nossa esperança. Que nunca nos deixe desanimados e desesperançados. Que a minha feliz espera por Teresa – este é o nome dela! – se concretize numa feliz hora. E que essa nova vida que Deus colocou em nossa família recarregue nossa esperança – não é verdade que as crianças são sinais visíveis da esperança?

Abraços fraternos e esperançosos,

Cristiane

Anúncios

Sobre Cristiane

Cristiane é casada há 12 anos, tem 2 filhos e 1 filha. Atuante na Igreja desde sua juventude, participou de grupos de jovens (em Marília e Campinas, SP), Pastoral Universitária (em Campinas, SP) e Pastoral Familiar (em Niterói, RJ). Formada em Letras e Linguística, no momento trabalha como revisora de livros e artigos e como professora de redação.
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Sentimento de véspera

  1. Neusa Stefanelli disse:

    Cris vc realmente é uma pessoa especial! e tem uma familia linda, que sera mais abençõada ainda com a chegada da Tereza!! que ela seja muito bem vinda , para completar a felicidade de todos vcs!! sentimos saudades suas…, nossa e já fazem 11 anos que vc se casou…como o tempo passou depressa!! bjs e td de bom mesmo, vc merece.
    Neusa Stefanelli

  2. Lembro de vocês com muito carinho… tem coisas que você disse que ficam rondando meus pensamentos, faz tempo que queria te dizer… Beijos para toda a família e viva a Teresa. boa vespéra.

  3. Mariza H. disse:

    Cristiane,
    Que lindo texto! Que doce espera.
    Foi um grande prazer tê-la conhecido junto com Gustavo e ter desfrutado da beleza espiritual que vcs conseguiram transmitir nos encontros do nosso grupo.
    Quando vierem ao Rio não deixem de nos avisar.
    Teresa, seja muito bem vinda e você minha querida viva intensamente toda alegria e emoção da chegada de um filho.
    Bjs. Mariza e Gustavo

  4. Marco disse:

    Olá Cris
    Gostei mto do “sentimento de vespera”. Que Deus lhe abençõe na sua maternidade x3 !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s