Beleza é fundamental?

“As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental” (Vinicius de Morais).

Hoje em dia, muitas pessoas são extremamente preocupadas com a aparência física, com a beleza do corpo, chegando ao extremo de procurarem cirurgiões plásticos para resolverem “problemas” puramente estéticos, sejam no rosto, com retoque no nariz, contorno dos lábios e amenização de rugas, sejam no corpo com implantes de silicone e botox ou lipoaspirações para chegar a uma silhueta impecável… E poderíamos multiplicar os exemplos de busca desmedida pela perfeição estética! Mulheres e adolescentes são as principais vítimas, mas há também muitos homens que não receiam o bisturi para consertar o que estiver fora dos padrões de beleza estabelecidos em nossa sociedade, gerando no coração das pessoas uma verdadeira angústia existencial, muito explorada pela indústria da beleza.

Onde chegaremos com tudo isso? Que mundo queremos deixar para nossos filhos? É preciso muita sabedoria para que eduquemos nossas crianças no sentido de que descubram a verdadeira beleza – aquela que vem de dentro, de quem se preocupa com os outros e busca fazer o bem. Beleza que se enxerga através do olhar – como nossos olhos dizem muito sobre o que se passa em nosso interior!

Quantos adolescentes e jovens, lindos e impecáveis por fora, têm um olhar “desligado”, sem vida… Quantos se escondem nos modismos de roupas e acessórios, esquecendo-se de que o mais importante acontece no coração, na formação do caráter, na postura honesta e sincera diante dos outros…

A beleza interior de quem tem Deus dentro de si irradia e atrai. Aliás, a etimologia da palavra “entusiasmo” é o estado da alma de quem traz Deus no coração. Nosso entusiasmo como cristãos precisa cativar nossos filhos para o caminho da verdadeira beleza. Nosso entusiasmo como cristãos precisa atrair os jovens perdidos pelas informações apelativas da mídia para conduzi-los ao encontro dAquele que unicamente pode transformá-los desde dentro…

Ah, Vinicius de Moraes, poeta que cantou tão bem tantas vezes o amor, por que dizer que beleza é fundamental? Essa beleza estética e fria, quase morta como obra artística / plástica? Não. É preciso discordar do poeta! Beleza só é fundamental se for a interior.

Por último, quem se sente amado tem a auto-estima no lugar e não fica procurando defeitos onde eles não existem. Portanto: amemos nossos filhos e não cansemos de dizer o quanto o amamos! Também o quanto são amados pela Pai celeste, incondicionalmente!

Boa semana a todos!

Cristiane

Anúncios

Sobre Cristiane

Cristiane é casada há 12 anos, tem 2 filhos e 1 filha. Atuante na Igreja desde sua juventude, participou de grupos de jovens (em Marília e Campinas, SP), Pastoral Universitária (em Campinas, SP) e Pastoral Familiar (em Niterói, RJ). Formada em Letras e Linguística, no momento trabalha como revisora de livros e artigos e como professora de redação.
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

8 respostas para Beleza é fundamental?

  1. vreginato disse:

    Cris

    Sempre enalteço os seus artigos, mas hoje vou dar “certo” crédito ao poeta. É justo tudo que você falou da beleza interior, inquestionável! Porém, costumo dizer no curso de noivos, que não somos anjos, espíritos puros, e é preciso cuidar do corpo. O casamento não pode ser uma reta final onde agora “já casei, pronto”.

    É preciso que mulher e homem cuidem da aparência, e desta beleza que atrai, para que não se busque atenção em outros lugares.

    Assim também a boa apresentação é um ótimo cartão de aproximação, porque sem dúvida o belo atrai. Uma beleza que vai além da aprência física, que também a é quando manifestada no sorriso, na alegria do falar, de apresentar-se ao outro que as vezes está vendo tudo cinza e precisa do colorido da boa aparência.

    Nesta corporiedade, o cuidar da beleza, não pode ser somente vitrine, vaidade exagerada, mas não nos esqueçamos que a primeira impressão que se tem em alguém é o seu aspecto exterior.

    Talvez o poeta não quisesse dar todo este crédito espiritual a beleza, mas damos nós o crédito ao poeta para não perdermos a beleza da poesia, e a poesia da beleza.

    Valdir

    • Cristiane disse:

      Valdir, obrigada por enriquecer o tema. Você tem razão quando aponta a necessidade de cuidados com o corpo para estar bem consigo mesmo e bem para o outro. Arrumar-se para alguém é um sinal de amor e consideração. Mas obviamente a procura exacerbada da beleza estética – que no fundo é o que queer criticar

      • Cristiane disse:

        Continuaçao – que no fundo é o que eu quero criticar – é sintoma de uma sociedade que ainda não descobriu o que verdadeiramente importa…
        O jogo de palavras no final do seu comentário está ótimo!
        Cris

  2. Luiz Coelho disse:

    Bom dia…

    Por que furar o corpo para colocar adornos ( brincos ) ? Por que utilizar cremes para retardar o envelhecimento natural da pele ? Por que tatuar os nomes de entes queridos ou de símbolos que admira no corpo ? Por que fazer uso de tintas, “chapinhas”, “progressivas”, “megahair” ?

    Não sejamos hipócritas ao dizer que a beleza só é fundamental se for a interior…Toda a beleza é fundamental. A beleza está nos olhos de quem a vê, pois “quem possui a faculdade de ver a beleza, não envelhece.” (Franz Kafka).

    Não é de admirar que o mundo da estética tenha avançado para as cirurgias, pois o setor farmacológico de cosméticos não mais estava atendendo aos anseios das pessoas que procuram seguir a famosa citação latina “Mens sana in corpore sano” (“uma mente sã num corpo são”). O problema ocorre quando a mente não está sã ( encharcada de vaidade ) e acaba diretamente, afetando a saúde do corpo.

    O erro está, e sempre estará, nos exageros e na futilidade das ações humanas. Modificar-se ( externa e internamente ) é salutar e a mais bela expressão da evolução humana. Entretanto o excesso deve ser visto com cautela e bom senso. Para que mudar ? Por quê mudar ? Pra quem mudar ? Quanto deve-se mudar ?

    “Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois um dia você se decepciona. Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação.” (Madre Teresa de Calcutá)

    “A beleza é o acordo entre o conteúdo e a forma.” (Henrik Ibsen)

    “A beleza é dom de Deus.” (Aristóteles )

    “Para o sapo o ideal de beleza é a sapa.” (Voltaire)

    Abs.

    • Cristiane disse:

      Não acho que é hipocrisia valorizar a beleza interior… A beleza exterior puramente estética, se vazia de um sentido, acaba não tendo valor. Beleza fundamental – que dá fundamento! – é a interior.

      • Luiz Coelho disse:

        Apenas para melhor me fazer entender….você disse : Beleza só é fundamental se for a interior…. E eu disse que é hipocrisia dizer isso se também há a preocupação ou a necessidade de se cuidar da beleza exterior , com disse o Valdir. Ou será que que você também não se cuida, tanto para si mesma como para o seu marido? Logo a beleza exterior, de alguma forma, também tem o seu valor…

  3. Marco disse:

    Olá
    Gostaria de ajudar no tema.
    Para mim está muito claro no texto da Cris, que quando ela fala de beleza, ela fala das pessoas que querem modificar seus corpos para ficarem bonitas(os). “… são extremamente preocupadas com a aparência física, com a beleza do corpo, chegando ao extremo de procurarem cirurgiões plásticos…”. O poeta fala sim das feias, aquelas que, segundo os costumes da moda, mesmo “arrumadas” continuam feias… nos tempos de hoje podemos dizer que é um comentário preconceituoso inclusive.
    Enquanto eu lia o artigo me lembrei de uma aula de história do meu colégial, onde a professora explicava que o padrão de beleza para as mulheres da idade média eram que fossem “gordinhas”. Isso fazia com que estas sempre tivesse de olho na silueta (redonda é claro). Podemos imaginar isso ?
    Me lembrei também do filme: Um principe em Nova York, do ator Eddie Murphy. Naquele filme ele era um principe de um distante reino africano e atingindo a maioridade ele poderia escolher a mulher mais bonita do reino dele para se casar. Porém ele prefere vir a NY como uma pessoa comum pois ele queria encontrar “alguém que tivesse conteúdo e não somente bonita”

    até !

  4. Cristiane disse:

    Luiz,
    Sim, a beleza externa tem SEU valor. Você está certo. Mas ele é maior na medida em que se fundamenta na beleza interior.
    Cristiane

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s