O dedo de Deus e a Teoria da Evolução

Prezados Amigos, tudo bem com vocês?

Desculpem-me o atraso para postar o post de hoje.

Com respeito ao título, um pensamento me acometeu semana passada, a dúvida sobre o homem ter vindo do macaco e é claro que o macaco remotamente tenha vindo da ameba e assim vai…(rsrsrsrsrsrs)

Conversei isso com dois amigos sobre o assunto e a conversa virou um poço sem fundo de risadas com tanta controvérsia…

O que eu quero dizer é que, apesar da lógica de fácil entendimento da teoria da evolução, impossível pensar na complexidade e na beleza do ser humano sem o toque magistral do dedo de Deus, ou melhor, o sopro de Deus!!!!! É só olhar ao lado para ver a magia a Quem pertencemos.

Que Deus nos dê a ciência e fé para sermos cúmplices do conhecimento da beleza da criação.

Abraços e que Deus abençõe a todos,

Fiquem com Deus,

Lutfe

Anúncios
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O dedo de Deus e a Teoria da Evolução

  1. Luiz Coelho disse:

    Boa tarde…

    Conta a Bíblia, no Gênesis, que Deus criou o mundo em seis dias e no sétimo descansou. Estes “seis dias” correspondem a épocas que podem ter durado milhões de anos, sendo empregando imagens alegóricas como “dia”, “tarde e “noite” para uma melhor compreensão da época…..Mas seria essa história da Bíblia uma história totalmente pretérita ou com alguma parte profética ?

    O Sexto dia.. culmina com a criação da humanidade à imagem de Deus, e a imperatividade da ordem sobre o caos; e a designação do sétimo dia como Sabbath, o dia de descanso ordenado por Deus.

    Nesta análise, a ciência e a bíblia caminham juntas…..A teoria evolucionista ( da “ameba” ao homem ) durando milhões de anos….e o sexto dia divino ( durando milhões de anos terrenos ), aonde o homem estaria, neste momento, em “estágio de acabamento” para se espelhar a imagem de Deus ao fim deste “dia”; colocando assim um fim ao caos terreno….ou seja, estaríamos, agora, vivendo o “anoitecer” do sexto dia da criação…

    No sétimo dia, a humanidade estará livre das imperfeições e viverá eternamente em uma nova terra, em novos céus: “Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.” (II Pedro 3:13) … “E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.” (I Coríntios 15,28).

    Abs.
    Luiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s