Chronos x Kairos

Li um artigo na semana passada que gostei muito e quero partilhar com vocês. Trata-se de um blog de uma mãe norte-americana, Glennon Melton, e o texto que ela escreveu se entitula “Don’t Carpe Diem” (Não aproveite o tempo). Num primeiro momento, chama a atenção o fato de que ela diga justamente o contrário do que o senso comum geral. Mas, lendo o texto, fica claro o argumento dela.

Para quem lê em inglês, este é o link: http://www.huffingtonpost.com/glennon-melton/dont-carpe-diem_b_1206346.html?ref=fb&src=sp&comm_ref=false

A autora parece cansada com o fato de que muitas pessoas mais velhas a aconselhem a aproveitar o máximo cada momento em que suas crianças são pequenas, porque afinal de contas o tempo voa. Mas ela bem sabe o quanto é difícil este momento em que os pequeninos demandam tanto dela. “Carpe Diem”não funciona para ela, nem mesmo “carpe” 15 minutos… E ela se sentia culpada por isso. Carregava um peso por não estar aproveitar cada minuto de sua vida com seus filhos.

O que parece acontecer é que muitas vezes as pessoas mais velhas se esquecem de que houve momentos difíceis e, olhando para trás, só “enxergam” o sentimento feliz de satisfação pelo bom trabalho que tiveram ao educarem seus filhos. A autora dá um exemplo de um famoso escritor que, ao responder se gostava de escrever, disse: “Não, gosto de ter escrito” – o que reproduz bem essa ideia de “trabalho cumprido”. O que mais ela anseia é que o dia cheque ao final ou, pelo menos, ao horário em que suas crianças já foram se deitar e ela possa sentir satisfação pelo bom trabalho feito naquele dia!

E, então, ela apresenta o que funciona para ela. Caracteriza o tempo em duas categorias: chronos e kairos. Chronos é o tempo que passa cronologicamente; é o tempo em que vivemos cada dia; são os minutos de espera na fila do mercado; são as duas horas que ainda faltam para que o esposo chegue em casa; chronos é o tempo que passa devagar enquanto nós pais educamos nossos filhos. E, por outro lado, há o tempo kairos que é o tempo de Deus. É um tempo fora do tempo; é um tempo metafísico; são aqueles momentos mágicos em que o tempo para. E ela saboreia alguns desses momentos durante o dia. Por exemplo, quando ela para o que está fazendo e olha para um dos filhos e vê como sua pele é macia e bonita e, ainda que a criança esteja falando alguma coisa, ela não ouve, porque está “fora” do tempo; está vivendo um tempo kairos.

Ou quando está “parada” na fila do mercado e, de repente, se dá conta de como é abençoada por poder comprar tantas comidas saudáveis para seus filhos; e louva a Deus! Tempo kairos.

E finaliza: aproveite os momentos de tempo kairos durante o dia. Isto sim faz sentido para ela.

Que nós também estejamos atentos ao tempo de graça, ao tempo kairos, ao tempo de Deus que compensa e nos recompensa de todo o árduo trabalho de educar nossos filhos. Amém.

Cristiane

Anúncios

Sobre Cristiane

Cristiane é casada há 12 anos, tem 2 filhos e 1 filha. Atuante na Igreja desde sua juventude, participou de grupos de jovens (em Marília e Campinas, SP), Pastoral Universitária (em Campinas, SP) e Pastoral Familiar (em Niterói, RJ). Formada em Letras e Linguística, no momento trabalha como revisora de livros e artigos e como professora de redação.
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Chronos x Kairos

  1. vreginato disse:

    Cris

    Muito interessante! Realmente passamos muitas vezes tão preocupados em como melhor utilizar o tempo, que ele nos passa entre os dedos como o vento, e não fazemos nada. è necessário planejar, mas também é preciso fazer. E fazer não é construir materialidade, gostei do tempo Kairos. Realmente, as vezes acredito que realmente realizamos no tempo Kairos aquilo que somos, que o ladrão não rouba ou não se estraga. Não é material, mas é o que está em nós.
    E este tempo Kairos podemos estar aproveitando a todo instante, pois ele é a verdadeira vida em nós.

    Penso que com mais de cinco décadas completadas, percebo que o tempo Cronos, muitas vezes corre o risco de acumular peças como um museu, se não tomarmos o cuidado de manter as nossas ações com um sentido de vida e vivas. E percebemos que o que dá o sentido a vida e mantém vivo as realizações do tempo Cronos é aquilo que conseguimos crescer e ser no tempo Kairos.

    Abraço

    Valdir

  2. Marco disse:

    OI Cris

    Texto incrível, parabéns !!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s