“Em nome de Deus: não desesperes”

Prezados Amigos,

Sinceramente a minha vontade é sempre ter palavras minhas e novas para compartilhar. Mas as palavras abaixo foram escritas por um santo e gostaria que vocês lessem e se sentissem motivados para continuar o caminho da vida com as nossas cruzes.

“São santos os que lutam até o fim da vida: os que sempre sabem levantar-se depois de cada tropeço, de cada queda, para prosseguir valentemente o caminho com humildade, com amor, com esperança. (Forja, 186)

Para que não te afastes por covardia dessa confiança que Deus deposita em ti, evita a presunção de menosprezar ingenuamente as dificuldades que hão de aparecer no teu caminho de cristão.

Não nos podemos surpreender. Arrastamos dentro de nós – conseqüência da natureza decaída – um princípio de oposição, de resistência à graça: são as feridas do pecado de origem, exacerbadas pelos nossos pecados pessoais. Portanto, devemos empreender essas ascensões, essas tarefas divinas e humanas – as de cada dia, que sempre desembocam no Amor de Deus -, com humildade, de coração contrito, fiados na assistência divina e dedicando-lhes os nossos melhores esforços, como se tudo dependesse de nós.

Enquanto combatemos – um combate que há de durar até a morte -, não excluas a possibilidade de que se ergam, violentos, os inimigos de fora e de dentro. E, como se não bastasse esse lastro, hão de amontoar-se na tua mente, de quando em quando, os erros cometidos, talvez abundantes. Digo-te em nome de Deus: não desesperes. Quando isso suceder – aliás, não é forçoso que suceda, nem será o habitual -, converte essa ocasião em motivo para te unires mais ao Senhor; porque Ele, que te escolheu como filho, não te há de abandonar: permite a prova, sim, mas para que ames mais e descubras com mais clareza a sua contínua proteção, o seu Amor.

Insisto, tem coragem, porque Cristo, que nos perdoou na Cruz, continua a oferecer o seu perdão no sacramento da Penitência e sempre temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo. Ele mesmo é a vítima de propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo, para que alcancemos a Vitória. (Amigos de Deus, 214)

As palavras são de São Josemaria Escriva.

Peço mais uma vez que oremos uns pelos outros para perservarmos na nossa caminhada.

Fiquem com Deus,

Lutfe

Anúncios
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

2 respostas para “Em nome de Deus: não desesperes”

  1. cleus oliveira disse:

    Que idéia genial!!! Precisamos usar as ferramentas atuais para viver o “ide e pregai o evangelho a toda a criatura”… O mundo é de Deus, mas Ele aluga aos valentes. Coragem neste empreendimento e quero ler sempre! Parabéns! Rumo a humanidade inteira.

  2. Cristiane disse:

    Lufte,
    Impressionante como são fortes e verdadeiras estas palavras: “Não nos podemos surpreender. Arrastamos dentro de nós – conseqüência da natureza decaída – um princípio de oposição, de resistência à graça: são as feridas do pecado de origem, exacerbadas pelos nossos pecados pessoais. Portanto, devemos empreender essas ascensões, essas tarefas divinas e humanas – as de cada dia, que sempre desembocam no Amor de Deus -, com humildade, de coração contrito, fiados na assistência divina e dedicando-lhes os nossos melhores esforços, como se tudo dependesse de nós.” Que não desanimemos rumo à santidade. Pequenas conquistas a cada dia… Obrigada por partilhar!
    Cristiane

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s