São Lucas, saúde de corpo e de alma

Hoje a Igreja comemora São Lucas, padroeiro dos médicos. Lucas é figura de destaque nas Sagradas Escrituras. Um dos quatro evangelistas, no qual encontramos relatos, principalmente, a respeito dos primeiros anos da vida de Jesus, e da participação de Nossa Senhora, é também considerado autor do livro dos Atos dos Apóstolos. Com o estilo de um historiador para época, descreve de maneira ordenada, como um homem de ciência, o convivio das primeiras comunidades cristãs.

Sabe-se também que foi companheiro de Paulo, Apóstolo, citado por este em várias cartas, como um daqueles que se manteve fiel na sua assistência. No entanto, apesar das poucas notícias vinculadas a sua atividade profissional, para muitos, este santo permanece como o registro do dia do Médico.

Nesta coluna que se procura sempre trazer um tema da Igreja vinculado a questões familiares, poderia soar estranho estar falando de São Lucas, enquanto médico. Gostaríamos de levar a atenção para o tema da saúde, que não é somente do corpo, mas também do espírito.

Neste aspecto a família torna-se núcleo de assistência fundamental. Se é verdade que nos preocupamos com a saúde do corpo, desde que sabemos estar a mulher grávida, até o descanso de nossos queridos idosos, passando pela assistência dos episódios de doenças que podem acometer a todos, também deve ser importante ocuparmo-nos com a assistência a saúde da alma.

O bebe ainda no ventre materno é percebido pelo ultrassom, e se toma todos os cuidados para que a gestação seja tranquila e saúdável. Ao nascer, a Igreja nos convida ao sacramento do Batismo, para que se inicie a vida cristâ sadia, sem o pecado original.

Mediante as intercorrências da vida podemos ficar doentes, assim como o espírito adoece mediante o pecado e recorremos ao sacramento da Reconciliação para voltarmos a Cristo.

Nos fortalecemos pelo alimento sadio para a saúde do corpo e assim nos alimentamos da Santa Eucaristia para a saúde da alma, que nos protege da tentação do pecado como o alimento fortalece a imunidade do corpo à doença. 

Crescemos e precisamos firmar nossas decisões por um estilo saúdável de vida, não mais porque nossos pais querem, mas porque percebemos ser importante. Assim nos aproximamos do sacramento do Crisma por decisão própria. 

Quando a vida se coloca em risco, devido a doença, ou por encontrar-se na sua despedida, é necessário uma preparação especial, quer pelos cuidados de uma terapia mais intensiva para o corpo, ou pelos cuidados paliativos (de conforto e dignidade) para a espera da morte. Assim recebemos o sacramento da Unção dos enfermos.

Para que  saúde do corpo se manifeste no amor que perdura pela eternidade, Deus nos convida a seus colaboradores na obra da Criação, e para tanto nos fortalece no espírito de união do homem com a mulher pelo sacramento do Matrimônio.

Mas para que se mantenha a assistência a saúde, assim como necessitamos dos médicos do corpo, é preciso que tenhamos os médicos de almas na pessoa do sacerdote, e assim Cristo nos confirma o sacramento da Ordem.

A relação do corpo com a alma é uma unidade onde não se pode cuidar de um e esquecer o outro. Da mesma forma que Deus nos deu um corpo animado pelo espírito, temos um espírito que pode fortalecer-se ou adoecer pelos cuidados que temos pelo corpo.

Atualmente cuidamos muito do corpo, de maneira escultural, artística, quase uma “idolatria” ao próprio eu. Sem dúvida é necessário cuidar bem do corpo, mas sem se esquecer da assistência à alma, e procurar mediante a virtude da temperança, principalmente, fazer com que o corpo não seja instrumento de deterioração do espírito.

Hoje são muitos os trabalhos científicos que asseguram os benefícios ao corpo, mediante a oração e uma vida de piedade. A espiritualidade, como fator positivo a saúde, não é mais um questionamento, mas uma certeza de que uma pessoa de espírito sadio, favorece o bem estar do corpo físico.

Que São Lucas nos abençoe a todos, nos fortalecendo, e que permaneça como exemplo aos profissionais médicos para que em cumprindo o seu papel de cuidados com o corpo, não se esqueçam de promover a dedicação pertinente a alma.

Até a semana

Valdir

 

Anúncios

Sobre vreginato

Casado e tem três filhos. Médico e Terapêuta de Família. Professor de Bioética, Históra da Medicina e Espiritualidade e Mediicna na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), membro do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde da Unifesp, Coordenador da Pastoral da Família da Paróquia Nossa Senhora do Brasil
Esse post foi publicado em Palavra da Igreja. Bookmark o link permanente.

2 respostas para São Lucas, saúde de corpo e de alma

  1. Joao Carlos disse:

    Lindo texto Valdir !!
    Parabéns pelo seu dia, que Deus lhe abençoe pelas belas palavras e contribuição semanal a este blog.
    Abraços
    Juninho

  2. Lutfe Mohamed Yunes disse:

    Amém!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s