Esquivando-se de seus erros

Uma tarefa nada fácil para os pais é ensinar os filhos a assumirem seus próprios erros e também suas consequências. É muito comum encontrarmos em nossos filhos a atitude de querer esquivar-se de seus erros, arrumando um culpado para determinada situação de erro. As crianças querem sempre agradar os pais e quando acontece algo errado, quase que involuntariamente tendem a evitar esse confronto consigo mesmos e com os pais. Entretanto, precisamos estar atentos a este tipo de comportamento e interpelá-los diante das desculpas que estiverem arrumando, de forma a ajudá-los assumir suas atitudes e consequências.

“Eu não fiz isso!” é a frase mais comum usada para se esquivarem de um erro. É importante então verificar se seu filho está mentindo, procurando a verdade e sem fazer julgamentos. Conversar muito com a criança de modo a saber o que realmente aconteceu, ressaltando sempre o valor da honestidade. E se assim ele vier a assumir seu erro, devemos elogiá-lo por ter falado a verdade, sem entretanto deixar de mostrar-lhe as conseqüências daquela situação.

“Foi culpa dele” é a expressão que vão usar para acusar alguém, tentando evitar a culpa. Então precisamos conscientizá-lo do problema ocorrido e em vez de deixá-lo ileso, procurar propor-lhe reflexões do tipo: “Como podemos evitar que isso aconteça novamente?”, “Como as pessoas se sentiram com o que aconteceu?” ou ainda “E se você tivesse feito uma escolha diferente?”.

“Foi sem querer” é mais uma frase que tentam colocar para amenizar a atitude errada. É claro que imprevistos ou acidentes acontecem, e na maioria das vezes sem intenção. Entretanto, não se pode negar o erro ocorrido, devendo-se propor à criança alguma atitude reparadora ao invés de ficar procurando culpados. Então, se quebrou algo, vamos ajudar a consertar; se sujou, vamos limpar; se ofendeu alguém, vamos pedir desculpas e reatar as relações. Essas atitudes podem significar o atraso de algum passeio daquele dia ou ainda o corte de alguma outra regalia que a criança goste.

Que estas atitudes possam nos ajudar na educação de nossos filhos, levando-os a serem responsáveis por seus erros e contribuindo para um melhor comportamento deles no futuro.

Abraços e até a próxima semana.

Heraldo

 

Publicado em 20/10/2010

Anúncios
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s