Profissão Mãe 5

Olá

 É quase um consenso quando converso com mães que trabalham, que nenhuma delas gostaria de parar de trabalhar definitivamente. Para as que podem optar em parar, a decisão pesa pelo fato delas quererem participar mais da vida dos filhos. E convenhamos nada mais justo !!!

 Esta semana li um artigo sobre a iniciativa de algumas empresas em ajudar algumas mães a encontrarem este equilibrio.

 A matéria traz a informação sobre o programa “meia jornada” onde mulheres que voltavam da licença maternidade podiam trabalhar por meio período até a criança completar 1 ano, tendo a sexta feira como dia de home office.

 Os resultados foram positivos. A evasão de mulheres diminuiu muito, e ao contrário do que o consenso diria, estas mãe aumentaram seu rendimento durante o programa e conseguiram promoções depois deste.

 O primeiro aqui é deixar claro que para as mães que desejam dedicar-se 100% aos seus filhos, isso não é problema nenhum !

 Porém para aqueles que querem conciliar, eis aqui uma boa noticia. Sempre que uma empresa investe no bem estar dos funcionários, o reconhecimento deste vem em seguida. Melhorando muito a produção destes funcionários…

 E saber que ainda hoje existem empresas que não contratam mulheres por medo que estas engravidem… convenhamos…

Boa semana a todos !

Anúncios

Sobre Marco

Marco é casado com Mariana e tem os pequenos Carol e Rafael. Ele é formado em Tecnologia da Informação, pós graduado em administração e trabalha há 14 anos no mercado corporativo de TI. Atua na Igreja Católica desde a adolescência, participando de grupo de jovens, ministérios de música e equipes de evangelização. Está na pastoral da familia da paróquia Nossa Senhora do Brasil desde 2007, atuando junto às familias e aos casais que buscam o matrimônio.
Esse post foi publicado em Familia&Trabalho. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Profissão Mãe 5

  1. Luiz Coelho disse:

    Bom dia..

    Tenho amigas que trabalham no exterior e lá muitas empresas realizam, pelo meu ponto de vista, o mais justo relacionamento empregado X empregador.

    Além das licenças legais das gestantes; tanto homens quanto mulheres podem, por qualquer motivo, reduzir a sua jornada de trabalho com a proporcional redução de salario !

    Se a mãe, ou o pai, quiser ter mais tempo com o(s) filho(s), pode trabalhar menos horas e ter esse período descontado do salario ou de um banco de horas. Além de justo ( pois ninguém se beneficia as custas do prejuízo do outro ); serve como uma melhoria na qualidade de vida das famílias que em certos períodos queiram passar mais tempo com sua prole.

    Que tal implementar essa conduta no Brasil ?

    Abraço.

  2. Pingback: Concorrência profissional em casa | Casa de Familia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s