“Fundamentalismo católico” !?

Esta semana o mundo ainda está perplexo com a notícia procedente da Noruega quanto ao episódio que resultou até o momento em quase uma centena de mortos e outos tantos feridos. De repente, um país que passa mudo pelo noticiário cotidiano habitual, ocupa páginas de manchetes em todos os jornais, revistas e na mídia em geral, apontando para um homem que se diz representante de uma ala “fundamentalista católica”, como o autor de tamanha desgraça.

Não vamos aqui comentar a tristeza de tão grande tragédia, já noticiada detalhadamente em todos os cantos. Chama a atenção de se fazer menção ao autor como um “fundamentalista cristão ou mesmo católico”, como se lê em alguns noticiários. E mais, que se diga isto sem que se mencione uma certa admiração, ou mesmo espanto, que pudesse este cidadão estar inculado ao chamado “fundamentalismo católico”. A citação é colocada de modo frio como se estivessem falando de mais um atentado de um grupo radical xiita, diga-se de passagem, que atua contrariamente ao que se difunde pela grande maioria do povo Islâmico.  

Naturalmente o Vaticano já se manifestou afirmando que a atitude daquele cidadão em nada tem haver com qualquer pensamento cristão, ou muito menos católico.  Estas atitudes estão muito mais compatíveis com condições patológicas mentais do que com qualquer orientação religiosa.

No entanto, em uma área do mundo europeu, onde, infelizmente, se nota uma certo avanço do ateísmo, uma notícia como estas , em nada colabora para a divulgação do Evangelho de Cristo.

Todas as vezes que posturas religiosas foram conduzidas como bandeiras bélicas, se reconheceu um engano desastroso no caminho da história da humanidade.

É necessário que se coloque cada vez mais em oração, tanto pelas vítimas deste absurdo e lamentável episódio, como também para que não ocorra qualquer vinculação desta atitude com a mensagem de amor instituída por Jesus Cristo para a salvação dos homens.

Quanto ao cidadão, autor deste episódio, devemos dentro do espírito cristão, pedir a Deus que possa em sua imensa misericórdia, encontrar nos caminhos divinos um meio para a sua salvação.

Valdir

Anúncios

Sobre vreginato

Casado e tem três filhos. Médico e Terapêuta de Família. Professor de Bioética, Históra da Medicina e Espiritualidade e Mediicna na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), membro do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde da Unifesp, Coordenador da Pastoral da Família da Paróquia Nossa Senhora do Brasil
Esse post foi publicado em Palavra da Igreja. Bookmark o link permanente.

2 respostas para “Fundamentalismo católico” !?

  1. Luiz Coelho disse:

    Será que a geração do ‘Por favor’, ‘Bom Dia’, ‘Boa Tarde’, ‘Eu te amo’, ‘Até logo’, ‘Obrigado’; do respeito aos pais e idosos, de pedir permissão, de saudar c/ sorriso, de amar as pessoas pelo que elas são e não pelo que possuem…… acabou ?

    Será que tratar as pessoas com carinho, respeito, lealdade e honestidade saiu de moda ? Será que não conseguimos expressar nossas opiniões e críticas sem sermos ofensivos ? Será que por segurarmos tanto nossos sentimentos, estes acabam saindo de forma “explosiva” acertando “letalmente” ( física, moral ou espiritualmente ) todos ao nosso redor ?

    Será que não conseguimos mais viver na adversidade e coexistir com as diferenças ? Será que todos os que se comportam, pensam ou aparentam ser exóticos aos nossos olhos, não merecem o mesmo direito, respeito e dignidade que gostaríamos de ter ? Será que nossos pensamentos e condutas diárias refletem REALMENTE a teoria por nós professada ?

    “Todo mundo ‘pensando’ em deixar um planeta melhor para nossos filhos… Quando é que ‘pensarão’ em deixar filhos melhores para o nosso planeta?”

    Uma criança que aprende o respeito e a honra em CASA e na ESCOLA e recebe o exemplo vindo de SEUS PAIS ou TUTORES ( professores, babás, etc ) , torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos sócio-morais da vida. Por isso, não deixemos que nossos afazeres diários, orgulho ou excesso de amor, nos impeça, nos acomode ou nos “ceguem” na criação íntegra de nossos filhos……..para assim, evitarmos que aconteçam mais casos como este aqui narrado !!!!

    Abraço.

  2. lutfeyunes disse:

    Valdir, valeu pelas palavras… Continue assim que já já teremos um livro… Abraços do amigo Lutfe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s