Liberação do uso de drogas

A questão da liberação do uso de drogas tem provocado muita polêmica entre aqueles que se dizem contra ou a favor da mesma. São conhecidos por todos os efeitos danosos que a dependência química causa em um indivíduo. E não podemos ser ingênuos ao pensar que uma pessoa possa ser usuária ocasional de drogas, uma vez que mesmo jovens iniciantes podem em curto espaço de tempo se tornar dependentes crônicos de determinada droga. A compulsão é uma das principais características que aflige um viciado, de forma que é muito pouco provável que um jovem possa sozinho se controlar e escolher os dias em que vai ou não consumir drogas.

As alas mais defensoras da liberação do uso de drogas entendem que a mesma proporcionará diminuição dos índices de criminalidade, do tráfico de drogas e assim também do consumo. Entretanto, bem sabemos que a tal desejada liberação certamente acarretará um aumento do consumo de drogas e não o contrário conforme preconizam seus adeptos. São muitos os casos de jovens que acabam morrendo como vítimas de overdoses. A dependência química não pode ser controlada ou tratada de maneira teórica, em função das ideologias de uma ou outra maneira de pensar e sim através de ações firmes e investimentos na prevenção e na recuperação dos dependentes. Sonhar que com a liberação do uso se chegará a um consumo menor de drogas chega parecer utópico para aqueles que conhecem mais de perto a realidade de um dependente químico. Um grande desafio para os países com este tipo de problema é criar medidas efetivas de recuperação e prevenção do uso de drogas, além do incentivo a práticas esportivas, maior participação em ambientes culturais (cinemas, teatros) e acima de tudo a valorização da educação.

Sabe-se que mesmo uma droga mais comum como a maconha pode bloquear a atuação de alguns tipos de neurônios, bem como provocar ansiedade, perda de memória, além de sérias crises depressivas. Então não se pode esperar que um jovem nestas condições tenha controle sobre a situação por si mesmo; ele precisa de ajuda. Ressalta-se aqui o trabalho desenvolvido por tantas casas e ou clínicas de recuperação de drogados espalhadas pelo país e mundo afora. Pessoas que se preparam para lidar com este tipo de situação, conhecedoras da gravidade do problema e que sabem como agir em cada caso. Muitas famílias que enfrentam este tipo de problema com seus filhos ficam resistentes à idéia de enviarem seus filhos para essas casas, achando que conseguirão resolver o problema por si mesmas. Entretanto, a experiência tem mostrado que é muito difícil a vitória contra uma dependência química sem a ajuda adequada dos profissionais envolvidos.

Deus, que é Pai misericordioso, atento às necessidades de seus filhos, faça brilhar “O Sol de Justiça” (Jesus Cristo), que nasce do alto para iluminar a todos quantos jazem entre as trevas e na sombra da morte estão sentados e possa reconduzir nossas famílias aos caminhos da paz.

 

Abraços e até a próxima semana.

 

Heraldo

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Liberação do uso de drogas

  1. Luiz Coelho disse:

    Bom dia….
    Proibir ou não proibir…eis a questão !!!

    http://novaordempolitica.wordpress.com/2011/01/23/holanda-fecha-prisoes-por-reducao-do-crime-mesmo-com-liberacao-de-drogas/

    “Jogo do bicho” é proibido ?…Bingo é proibido ?….Pirataria é crime ?…Prostituição é reprovável ?…. e como tudo isso, além das drogas, ainda está bem presente e enraizado em nossa sociedade ?

    Antigamente a sociedade era ainda muita mais rígida e moralmente ( pelo menos na aparência ) mais conservadora….e ainda assim todos estes “vícios”, e muitos outros, já existiam, apenas eram menos visíveis…

    Impedir que alguém faça alguma coisa, não é garantia que ela não o fará quando estiver sozinha e sem observação….é preciso conscientização e conhecimento real dos malefícios que qualquer tipo de vício pode causar..

    Legalizar ou proibir, pouco importa….isso apenas mudará para quem irá o dinheiro do vício….Enquanto existir a procura, sempre haverá alguém que atenda a essa demanda…..é no início deste ciclo ( a procura ) que deve ser combatida, com educação, disciplina, orientação, instrução e uma postura e conduta atenta aos males da sociedade….

    É como disse Jesus :” Vigiai e orai para que não entreis em tentação…(Marcos, 14:38.)….ORAR é um pedido de inspiração e apoio perante os desafios da vida terrena, louvor e agradecimento; enquanto que VIGIAR é tomar atenção à nossa própria conduta, tentando corrigir defeitos e apurar qualidades !!

    Abraço

  2. Heraldo

    Recentemente escrevi uma artigo que deverá ser publicado em breve na Revista “Ser Família”. A sua advertência, com a qual concordo inteiramente, é mais um grito daqueles que conhecem melhor as fraquezas humanas (presentes em todos nós) do que as suas virtudes, e portanto atuam com prudência.

    O que gostaria de dizer, sem antecipar o artigo que será divulgado, é que está na educação da família tanto o respaldo para a diminuição do uso de drogas, como também está na família as suas maiores e terríveis consequências.

    De fato a proibição, ou não, não fará com que se deixe de consumir a droga, assim como não se deixa de fazer o mal, ainda que existam inúmeras leis pelo contrário. Contudo não se pode deixar de ter o norte. Se vamos atingi-lo é outra coisa, mas não podemos deixar de saber que ele existe e onde está. Aí reside a nossa esperança em continuar caminhando.

    Quando se retira o norte, liberando a tudo, tornamos o homem perdido, e quem sente perdido, deixa de ter esperança pela falta de sentido. Quando não se tem mais sentido então, ou abandonamos esta vida ou consideramos que nada mais deva restringir os “instintos humanos”. Ai instala-se o caos!

    Que Deus nos ajude a mantermos o discernimento do norte e nos de força para continuar perseverando.

    Abraço

    Valdir

  3. Marco disse:

    Como já ouvi em várias palestras do Valdir: “como funcionaria uma sociedade sem qualquer tipo de fidelidade as pessoas ou entidades ?”.

    A resposta não está em liberar mas sim em fiscalizar. Não dá pra comparar a Holanda com o Brasil no quesito segurança publica. Tenho certeza absoluta que a redução da criminalidade não se deve a liberação ou não mas sim a educação da população com **real punição** de quem transgride a lei.

  4. Luiz Coelho disse:

    A liberação ou a proibição, pelo Estado, de um produto ou serviço, em nada se relaciona com a confiança ou não nas suas instituições…

    O cigarro é lícito e nem por isso todos fumam, pois muitos são instruídos e sabem os seus males….do mesmo modo que não consumiriam outras drogas ilícitas, caso estas fossem permitidas legalmente..

    Todos falamos a mesma língua….EDUCAÇÃO e INSTRUÇÃO !!!

    Um povo EDUCADO e INSTRUÍDO, não fumaria cigarros, não consumiria drogas, não pegaria algo que não lhe pertencesse, respeitaria seu semelhante ( cliclista, pedestre, de outra etnia, outra crença, outra opção qualquer de vida..etc ), mesmo que não concordasse com ela….

    A maioria, os problemas sociais ocorrem porque não há o cumprimento de um simples ensinamento:
    Evangelho: Mateus 7, 6.12-14 “..Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles..”

    “Mais importante do que vigiar os outros é controlar os nossos próprios passos.”..provérbio
    Abraço

  5. Matheus disse:

    Ta a i grande passo pra acabar com o trafico de drogas pesadas, vai ser uma grande revolução para o país com a aprovação da lei os usuários de maconha podendo cultiva seu próprio fumo além de ser puro sem química, por que esses traficantes não tao nem a i com a saúde do usuário querem e lucra mistura tanta coisa no meio pra render aumentar seus lucros destruindo a saúde dos usuários completamente, os próprios usuários passaram a colabora com a policia para diminuição do trafico de cocaína e crack entregando varias bocas por que não precisaram mais delas diminuindo mortes por desacertos, tirando q Faculdades, centros de pesquisas ponderam passar a estudar melhor, conhecer a planta explorando suas grandes propriedades medicinais, ajudando assim toda população, podendo o próprio governo der um controle melhor da situação podendo cria Coffee-Shop com autorização do governo fiscalizado pelo o mesmo, passando a gerar grande renda para o país diminuindo a taxa de desemprego, tirando que poderão explora outras propriedades da planta q tem um forte e resistente fibra pra criação objetos como roupas sapatos etc…, será uma grande revolução para o Brasil.

  6. Marco disse:

    Oi Matheus

    Como eu disse antes, não é a liberação que resolve o problema. Drogas são ilícitas e comprovadamente fazem mal a saúde. Se fosse assim, porquê não liberar o limite de velocidade nas estradas ? ou psicotrópicos nas farmácias ? O controle serve para resguardar o mínimo de controle a uma sociedade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s