O mercado DO trabalho

Olá

 Me lembro bem da época do meu casamento. Para tudo que queríamos fazer no na cerimônia/festa/viagem, já encontrávamos um serviço associado aquela necessidade. É a chamada “indústria do casamento”.

 Buffet fechado por cabeça, a preços não tão convidativos, aluguel de salão, decoração, mesa, cadeira e enfeite da cadeira… ah !! e tinha a cor dos pratinhos dos docinhos… que vida !! Uma lista interminável de prestadores para cada serviço e quase todos com preço de tabela…

 Bom, o casamento passou e algum tempo depois veio veio o nascimento da minha primeira filha. Ai começou tudo de novo, entramos na “indústria dos bebês”.  Feiras, promoções nas lojas. Travesseiro anti-refluxo, anti-asfixia, anti-microbiano….

 Há 4 anos, durante a aula de recursos humanos da minha pós-graduação, fui apresentado por um tema totalmente novo para mim. Talento é nato ou pode ser desenvolvido ?

 A resposta unânime da classe foi que seria nato. Para a surpresa de todos, nosso professor apresentou novos estudos dos “gurus do relacionamento empresarial”, afirmando que não. Qualquer pessoa pode desenvolver-se em qualquer área. Desde tenha motivação, ou seja, a tese de que cada um tem um talento caiu por terra… (?!)

 Pois bem. Na semana passada deparei-me com outra reportagem. Nesta oportunidade me foi apresentado o conceito de “lado cego”. Veja um trecho: “É lógico que treino, esforço e dedicação levam as pessoas a patamares diferenciados de performance. Mas nem tudo se resolve com esforço e dedicação. Em algumas competências você terá que se esforçar absurdamente para ter uma desempenho apenas mediano: este é seu lado cego. Todo mundo tem o seu. Por isso a primeira coisa a fazer é descobrir qual é o seu lado cego. Mas também é verdade dizer que todos nascemos craques em alguma coisa. Por isso a segunda coisa a fazer é descobrir no que você é craque.

 Cada um de nós tem um dom. Uma área de desenvolvimento em que conseguimos agir com mais facilidade. São Paulo trata desse assunto em sua I carta aos Coríntios.

 Imagino as pessoas que investiram tempo e dinheiro nas consultorias de desenvolvimento pessoal a alguns anos atrás e que foram incentivados a investir em seus “lados cegos”. Hoje deparam-se com esta nova realidade.

Boa semana a todos !

Anúncios

Sobre Marco

Marco é casado com Mariana e tem os pequenos Carol e Rafael. Ele é formado em Tecnologia da Informação, pós graduado em administração e trabalha há 14 anos no mercado corporativo de TI. Atua na Igreja Católica desde a adolescência, participando de grupo de jovens, ministérios de música e equipes de evangelização. Está na pastoral da familia da paróquia Nossa Senhora do Brasil desde 2007, atuando junto às familias e aos casais que buscam o matrimônio.
Esse post foi publicado em Familia&Trabalho. Bookmark o link permanente.

3 respostas para O mercado DO trabalho

  1. vreginato disse:

    Caro Marco

    Esta coluna fala bem de todo o mundo de consumo que estamos vivendo. As vezes paro para pensar e não sei como a humanidade pode chegar até aqui, passando por séculos, sem tantos recursos que hoje parecem “imprescindíveis” para que se possa viver e mais, ser feliz!
    Lembra-me a passagem de Marta e Maria: “Marta, Marta, … uma só coisa é necessária. Maria escolheu a melhor parte, e não lhe será tirada.” (ouvir a palavra de Deus).
    Penso que unindo esta passagem ao seu “lado cego” , precisaríamos verificar se este não se encontra exatamente no que diz respeito a “ouvir a palavra de Deus”. São muitos que parecem ter, ou colocar em evidência este lado cego e ao mesmo tempo querem desenvolver os dons que o tornariam um bom cristão.
    É fato que todos podem desenvolver melhor ou com mais dificuldade determinado dom, mas seguramente ajuda muito descobrir se não estamos colocando a palavra de Deus no “lago cego” de nossas vidas. Aí , dificulta bastante.

    Abraço

    Valdir

  2. Luiz Coelho disse:

    Bom dia… segue dois comentários que fiz anteriormente :

    “..as pessoas são diferentes sim e são melhores ou piores em alguns aspectos físicos, intelectuais, morais, etc ; o que não significa, absolutamente, que existam pessoas superiores ou inferiores as outras ( há uma enorme diferença )..

    “Deus não estimula apenas os capacitados com talentos, mas também capacita com talentos os que se estimulam”.

    O “lado cego” é um conceito bastante antigo….demonstra ao homem a sua limitação; esclarece que a cada porta que se fecha, outra se abre, entretanto ficamos tanto tempo olhando a porta que se fechou que não percebemos (ficamos cegos) à que se abriu…

    Exemplicicando…o morcego é quase cego, mas adquiriu “talento” – o radar – que fez suprir as suas “limitações físicas”; ou seja, cada um conhece bem aonde tem mais ou menos facilidade de se desenvolver…talvez não sejamos os melhores em determinada área, mas se nos esforçarmos, com certeza não seremos os piores !

    O “lado cego”, é o nosso lado “mais fraco”, limitado, ( como o próprio nome diz..não possui TODOS os sentidos…é cego ! )…..isso não significa que seja um lado pouco utilizado ou pouco exercitado !

    O “lado cego”, muitas vezes é confundido com outro tipo de “cegueira”…Uma cegueira que só enxerga o que se quer ver e não consegue ver a verdadeira realidade…isto é; enquanto uma é uma cegueira limitadora (lado-cego); a outra é uma cegueira limitada pela própria pessoa….ai sim fica ainda mais difícil; pois o pior “cego” não é o que não consegue “ver” (limitado), mas o que não quer “ver” ( que se limitou )..como bem mencionou o Valdir.

    Abraço

  3. Luiz Coelho disse:

    Boa tarde..

    De nada adianta termos “talentos” se não o utilizamos….Do mesmo modo que muitas vezes nos sentimos impotentes frente a um desafio e logo dizemos que não somos capazes ( olha o “lado cego”ai )…quando na verdade bastamos a motivação certa.

    Acabei lembrando de uma palestra que assisti a vários anos…sobre a habilidade e motivação…..que gostaria de partilhar com vocês…( a palestra é antiga e muitos já devem conhecer, mas os ensinamentos são eternos )…

    Abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s