Mes de Maio, Mes de Maria!

Caros Leitores

Seria impossível não iniciar a coluna de hoje sem mencionar o acontecimento de Domingo quando ocorreu a Beatificação do Papa João Paulo II. Mais de um milhão de pessoas estavam dentro e fora da Praça de São Pedro para poder estar presente neste marco histórico da Igreja no século XXI. Além destes, muitos milhões a mais acompanharam pela televisão aquela celebração.

Neste blog já se falou, nunca o suficiente, deste grande papa da Igreja de todos os tempos. No entanto, gostaria de chamar a atenção para o dia de hoje de alguém que, com certeza, foi pilar de santificação na vida deste papa, assim confessado por ele mesmo. Estou falando de Maria.

O mes de Maio nos apresenta sempre a alegria deste encontro mais próximo de Maria, onde o dia das Mães se comemora e, evidentemente, não pode faltar a Mãe de todos nós. Dentre tantas lições deixadas por João Paulo II, esta foi das mais significativas: a veneração a Nossa Mãe. Ele não se cansava de dizer isto às multidões.

Tamanho Amor manifestou-se de tantas forma no Papa, mas de modo marcante foi acrescentar ao Santo Rosário os Mistérios da Luz. Hoje quando vemos o Rosário, já nos é impossível admiti-lo sem estas novas passagens. Parece mesmo que era um elo que faltava para completar a história da salvação que meditamos cada vez que rezamos esta devoção Mariana.

Como em todos os mistérios, a presença de Maria se faz presente. Aqui, quando da meditação das Bodas de Cana, na realização do primeiro milagre em resposta a uma “quase solicitação” da Mãe a seu Filho. De modo sutil, sem poder ordenar aquele que é o Senhor dos Senhores, que pelo mistério da Trindade reuni Pai e Filho e o Amor (Espírito Santo) que desposara Maria na sua concepção, tornando-a Mãe de Deus que é seu Pai, ela afirma aos servos: “Fazei tudo o que Ele vos disser ” (Jo 2,6). 

Este costume de devoção Mariana é mais intenso no mes de maio, em que se costuma fazer a Romaria. A oração do terço em todos os seus mistérios percorridos no caminho até um  Santuário Mariano (ou mesmo uma Igreja da Virgem, ou que tenha a sua imagem), na permanência lá e na sua volta. É para  nos lembrarmos que mediante Maria temos o Caminho que nos leva a Deus, como porta que passam todos aqueles que querem chegar a Ele.

Seria um objetivo procurar neste mes realizar uma Romaria. Se possível com amigos que possam também aprender esta tradição  da Igreja Católica. Viver mais intensamente neste mes o nosso diálogo com Maria, mediante a leitura de algum livro. Levá-la com frequência aos nossos instantes de oração.

Interessante observar que no primeiro de Maio, se comemora também a Festa de São José Operário. É São José que se apresenta no mes de nossa Mãe e sua esposa, como que a introduzindo na nossa caminhada. Vem São José à frente, em serviço, como sempre esteve na vida de Maria e Jesus.

Percebemos o quanto é rica a nossa Igreja nas suas tradições. No carinho em que se apresentam as datas. No modo familiar com que vamos vivendo os diferentes episódios da História e da vida da Igreja, que é viva, e não somente uma lembrança de documentos e acontecimentos, mas que se renova , sem alterar os fundamentos deixados por Jesus Cristo.

Sigamos então com a intercessão do novo Beato João Paulo II em obediência as palavras de Nossa Mãe, que se renovam a cada intante em nossas vidas: ” Fazei tudo o que Ele vos disser”.

Desejo  parabenizar a todas as mulheres que aceitaram com disponibilidade a realização que se cumpre milagrosamente na maternidade, e a dedicação exigente do desprendimento que se faz necessário para a educação de seus filhos. Nesta generosidade da maternidade a mulher misteriosamente vivencia a sua participação na obra criadora de Deus. 

Feliz dia das mães.

Valdir

Anúncios

Sobre vreginato

Casado e tem três filhos. Médico e Terapêuta de Família. Professor de Bioética, Históra da Medicina e Espiritualidade e Mediicna na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), membro do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde da Unifesp, Coordenador da Pastoral da Família da Paróquia Nossa Senhora do Brasil
Esse post foi publicado em Palavra da Igreja. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s