“Estais atentos”.

Meus caros

Acompanhando os acontecimentos dos últimos tempos, observamos que tem ocorrido uma renovação nos relacionamentos da Igreja Católica no cenário internacional.

Não há muito tempo, a visita do papa a Inglaterra foi acompanhada da solicitação de adesões de anglicanos em retorno a Casa de Pedro. A organização de reuniões ecumênicas, por iniciativa do Vaticano, pela liberdade de religiões, tem se tornado mais frequentes.  Notifica-se que na África cresce o número de vocações como nunca, ainda que não da mesma forma na Europa. Mesmo que percentualmente não tão significativo, mas sim em números absolutos pela grandeza da China, já se fala da participação ativa de cristãos naquela sociedade. Nas Filipinas se tem verificado uma verdadeira explosão de vocações sacerdotais para o mundo. Cresce significativamente o número de sites, a exemplo deste, relacionados a católicos no mundo inteiro com temas de atualidades, doutrina, movimentos pró-vida, etc. O papa permenece lembrando, permanentemente, as dificuldades do Haiti, já esquecidas do noticiário internacional. Alerta, constantemente, para a situação de abandono da África à sorte da desgraça da epidemia da AIDS. O Presidente da Rússia esteve esta semana em visita ao Vaticano, que se empenha, ainda que com dificuldades de se reaproximar dos nossos irmãos ortodoxos. Mantém às quartas-feiras uma aula de doutrina a todos, lembrando desde os primeiros mártires numa atenção de catequese. Em breve teremos o mundo reunido na Praça de São Pedro para a beatificação de João Paulo II… Em fim, a Igreja está a serviço e atenta a todos os cantos do planeta, onde estão seus filhos e os homens de boa vontade.

No entanto, para se obter este conhecimento, o cristão precisa estar ligado em sites católicos, pois o noticiário habitual de TV, pouco destaca o assunto da Igreja; salvo quando infelizmente surge um caso de um sacerdote pedófilo na Ucrânia, sem dúvida “relevante” para o conhecimento das famílias brasileiras que assistem o Jornal no noticiário nobre.

É necessário que nos manifestemos cada vez mais. Não podemos “guardar” só para nós a alegria de Cristo. O papa tem insistido que devemos voltar a reevangelizar o mundo com a Verdade de Cristo. Para isto, cada um deve promover em sua família, no seu ambiente de trabalho, nos passeios de lazer , nas visitas e mesmo encontros ocasionais a mensagem de Cristo.

É preciso estar convencido que estamos em um mundo “carente” de Deus, em que as pessoas se esqueceram de que precisam DEle. Não é possível sentir falta daquilo que já esqueci, ou nunca conheci. Alguém que viva desde criança em condições de fome e falta de higiene, e jamais visitou um lar aconchegante, limpo e saudável, não sabe que ele existe, e deixa até de desejá-lo. Aqueles que viram há muito tempo e esqueceram, podem pensar que aquilo era uma lenda.

Somos pessoas, criadas para viver como filhos de Deus, e Cristo não é uma lenda, e nem o nosso Deus um mito. Viver esta realidade com todos é o que nos pede o Papa repetidas vezes, mas não se lê ou se escuta no radio ou na TV.

Procurar estar atento ao que nos orienta a Cabeça visível de Cristo na Terra é um dever do cristão. Ler suas cartas e documentos, estar atento ao que se esforça para continuar levando ao mundo inteiro a nova evangelização.

Quem sabe este possa ser um bom propósito para esta semana.

Abraços

Valdir

Anúncios

Sobre vreginato

Casado e tem três filhos. Médico e Terapêuta de Família. Professor de Bioética, Históra da Medicina e Espiritualidade e Mediicna na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), membro do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde da Unifesp, Coordenador da Pastoral da Família da Paróquia Nossa Senhora do Brasil
Esse post foi publicado em Palavra da Igreja. Bookmark o link permanente.

16 respostas para “Estais atentos”.

  1. Luiz Coelho disse:

    Bom dia…

    Parabéns ! Texto atual e bem informativo, mostrando, novamente, que todas as notícias vinculadas na mídia, muitas vezes são exageradamente sensacionalistas e omissas em alguns casos.

    Apenas gostaria de entender, com sinceridade, sobre a infalibilidade do papa no que diz respeito as questões da igreja !..Como mencionado aqui ele ser“…a Cabeça visível de Cristo na Terra..”.

    Neste mesmo blog já comentaram sobre a “igreja santa e pecadora” que “a igreja é formada por pessoas”…os diversos casos, como exemplificados aqui, de padres “problemáticos”…além de diversas ações “infelizes” de vários papas no decorrer da história !

    Gostaria de entender como uma pessoa ( falível como todo ser humano) possa ser eleita ( como muitos chefes de Estado ), e ser considerada ABSOLUTAMENTE infalível com essa eleição?… Mesmo com tantos exemplos e fatos irrefutáveis de que isso não é verdade?

    Em qualquer governo ( desde que não seja uma ditadura, como por exemplo a já mencionada tirania do Egito ); é extremamente salutar que haja uma oposição atuante, justamente para averiguar possíveis desvios de conduta ou favoritismos vergonhosos; mas no caso do Papado, isso seria dizer expressamente que o opositor é “contra Deus”; o que muitas vezes é justamente o contrário ( vide a Inquisição )!

    Não seria mais sensato, dizer que o Papa pode ser falível ( por questões pessoais, políticas, humanas, etc. ), como já demonstrado; mas darmos a ele um voto de confiança de que faça um bom “governo”; e como eleito irá nos orientar conforme as escrituras ? Mas que devemos, como em qualquer sistema democrático, ficarmos atentos a possível “deslizes” e “incoerências” de seu Papado ?

    Abraço.

  2. Marco disse:

    Valdir

    Riquíssimo texto e com um assunto extremamente importante. Faço coro com você sobre a necessidade de levarmos a alegria de Cristo e todos os povos. Que este nosso pequeno trabalho possa ajudar nesta missão !

  3. Valdir Reginato disse:

    Caro Luiz

    Realmente o tema da infalibilidade do papa já esteve em pauta. Repetindo, esta infalibilidade diz respeito aos assuntos de doutrina da Igreja, que não podem ser alterados, pois a Igreja é sua “zeladora” e não criadora.
    Quanto a eleição de governo, vamos cair mais uma vez na questão da Fé. Acredito que mesmo sendo pelos votos dos cardeias, a presença do Espírito Santo, conforme afirmado pelo prórpio Cristo, não abandona a Igreja.
    Repare que apesar de alguns papas (que não foram tantos assim em dois mil anos) terem praticados atos humanos realmente dignos de reparação pelo escândalo, jamais se mudou uma linha da doutrina mestra da Igreja, nem sequer para uso de benefício próprio, como o fez Henrique VIII. E deu no que deu…
    A Igreja não é uma democracia com partidos de oposição, ou está com Cristo ou está contra Ele. Não vamos reprisar as passagens em que o mandato de Pedro é estabelecido por Jesus Cristo.
    Mas vale a pena pensar que exatamente num homem falível como Pedro, que negou a Cristo por três vezes, o prórpio Cristo confiará a cátedra do comando da Igreja. Exatamente porque Pedro não estaria só, mas sempre acompanhado do Espírito Santo, quem de fato “governa” no que se faz doutrina de salvação do homem.
    De certa forma chega a ser esperançosa esta atitude de Cristo para todos nós. Sabendo de nossas misérias ,confia-nos a sua direção porque de fato não nos abandona.
    Não somos governados por uma Congresso Internacional de Cardeais que podem votar o que bem entendem, mas precisam defender a doutrina. Já novamente se falará da inquisição, eu sei. Mas mesmo a Inquisição, Galileu, e outros, não foram atitudes que modificaram a doutrina, agiram, ainda que de maneira equivocada e mesmo grotesca, em tese, para salvaguardar a doutrina. Onde estava o Espírito Santo nesta hora? Permanecia junto a Igreja e portanto nada da doutrina foi tocado. Porém a atitude dos homens se afastou da caridade de Deus.
    Interessante pensar no exemplo de São Francisco. Um verdadeiro rebelde em termos de advertência sobre a situação que passava a Igreja, mas não se revoltou. No caso de um partido político, seria São Francisco um MST a reivindicar o governo. Não, ele se manteve fiel ao papa, que concedeu licença a sua ordem.
    Por que uma Madre Tereza de Calcutá, outra que estaria bem engajada nos “sem teto”, não foi brigar com o papa, pedindo que vendesse o Vaticano para que o povo vivesse melhor? (Como afirmam muitos, que querem pagar a miséria do mundo com o”tesouro do vaticano”) pelo contrário, rezava por ele e pedia que rezassemos, todos os dias. Curioso um São Vicente de Paula, amigo dos mendigos, não criar o partido dos famintos para derrubar o Papa. Pelo contrário era obediente e fiel. E assim tantos outros.
    Você quer acabar com a Igreja? Eu dou a fórmula: faça dela um governo democrático com muitos partidos.
    Enquanto tivermos apenas o partido dos que são seguidores e zeladores da doutrina da Igreja, e mantivermos a fé na mão do Espírito Santo, teremos no papa a cabeça visível de Cristo na Terra, e na doutrina católica, a salvação dos homens de boa vontade, como acontece há dois mil anos. Conhece alguma ditadura ou democracia, ou qualquer outro regime político, que tenha resistido a tanto tempo?

    Abraços

    Valdir

  4. Luiz Coelho disse:

    Agora entendi !!!…O que é infalível é a DOUTRINA !!!!!….E não a pessoa do Papa..”…o “zelador” apenas não irá deixar que se altere, ou se retire, ou se incluía nada nos textos sagrados !…

    Como você disse, então os crimes, abusos cometidos pelos Papas …” agiram, ainda que de maneira equivocada e mesmo grotesca, em tese, para salvaguardar a doutrina..” ( você ainda diz EM TESE ? )…..Está bem claro então…..TUDO que for feito para resguardar a doutrina, é perdoável ?…Então se Hilter dissesse que fez tudo o que fez ( pois muitos não acreditam que o holocausto existiu )..em nome de Deus, ele estaria EM TESE salvaguardando a doutrina?

    O problema que vejo, não está em se manter a Doutrina, mas em se atribuir “super-poderes” ao zelador. Pedro era humano, nunca foi Jesus, APENAS recebeu a incumbência de propagar o evangelho; mas isso não deu a ele, ou a seus “sucessores”, o direito de sobrepujar, matar, torturar, saquear, manipular, etc… “EM NOME DE DEUS”…e é Essa é a questão !

    As pessoas quando revestidas de autoridades e poder, conferido por outros homens, fazem coisas terríveis para manter ou aumentar seu domínio “O poder corrompe e o poder absoluto corrompe absolutamente”.

    Se seguimos a sua “lógica”…então como já temos a nossa Constituição da Republica Federativa do Brasil, devidamente promulgada…..bastaria termos um único partido para se manter e se obedecer essa Carta Magna…para que mais de um partido então ?

    Ótimos exemplos….São Francisco, Madre Tereza e São Vicente de Paula…mais do que a fé..eles foram pessoas de BEM !….ou seja, fizeram tudo o que fizeram, muitas vezes SEM a ajuda financeira do Vaticano, pois acreditavam nas palavras de Deus e as colocavam em prática, e por isso sim foram ótimos exemplos para TODOS ! A igreja bem que se beneficiou pelo “marketing” dos feitos e da fé dessas pessoas !

    Você me pergunta… “..Conhece alguma ditadura ou democracia, ou qualquer outro regime político, que tenha resistido a tanto tempo?”,…Conheço a fé, a caridade e a humildade….esses são mais duradouros e não precisam de qualquer organização sócio-politico-religiosa para agirem !

    Abraço.

  5. vreginato disse:

    Luiz

    Pensando na caridade, que é em última instância o que ficará para sempre, segundo São Paulo, seria interessante, sem esquecer o passado, olhar para o que a Igreja tem feito ao longo da história para o mundo, em vez de permanecer massacrando as atitudes de alguns, durante algum tempo.

    Não vou comentar a sua comparação de Hitler. Desculpe, julguei “infeliz”. Não foi o papa que disse que não houve o holocausto, pelo contrário, foi visitar os locais de campos de concentração e de modo consternado.

    Quanto a constituição e a doutrina da Igreja, vamos de novo, e repetidamente cair na Fé. A constituição é lei dos homens, passível de mudanças ao sabor dos tempos. A doutrina é lei de Deus, que aí está por séculos.

    Quanto a existência do Vaticano, ele existe sim enquanto Estado de Direito, e tem um governo pelo papa. Já sabemos de toda a história das cruzadas, etc. ,em que a Igreja se envolveu demais nos poderes da terra. Mas creio que ficar batendo nesta tecla é faltar reconhecer a humildade da Igreja em retomar o seu verdadeiro papel neste mundo. Se assim o fez, foi porque, repito, está sob o Espírito Santo.

    Lembrando mais uma vez meu querido São Francisco: “Francisco, reconstrói a minha Igreja”. E ele começou a reformar uma igreja que estava semidestruída no povoado, até que entendesse depois que a Igreja a ser reconstruída, não era a do povoado mas a Igreja para o mundo.

    A fé, a caridade e a humildadde, não são sem dúvida regimes de governo, mas é viver a mensagem do Evangelho, que cabe a todo cristão. Contudo, é necessário que exista uma estrutura de base que oriente e organize o rebanho. Do contrário não será difícil em pouco tempo termos dentro da Igreja Católica mais de mil denominações, como ocorreu com nossos irmãos evangélicos após a atitude de Lutero.

    Quando isto acontece corre-se o risco da interpretação pessoal humana, infinitamente variável, até chegar o ponto do que hoje se assiste na “teologia da prosperidade”, onde se vende por “milagres” o seu lugar no céu, ainda que muitos vejam nisto uma forma de “caridade” ao próximo.

    Abraços

    Valdir

  6. Luiz Coelho disse:

    Precisamos ser mais explícitos no que dizemos….quando você disse que o papa “foi visitar os locais de campos de concentração…”..está se referindo a qual papa ?…pois :

    Na visita do Papa Bento XVI no monumento às vitimas do Holocausto, o diário “Ha’aretz”, publicou que ele não lembrou a responsabilidade dos nazistas no Holocausto”, levando em conta a sua origem alemã e seu passado na juventude hitlerista e na Wermacht, as forças armadas do Terceiro Reich. Nesta questão, o Papa se “justifica” de seu passado nazista dizendo que todos eram membros da juventude hitlerista”. O mesmo Papa que suspendeu a punição aos padres e bispos excomungados por João Paulo II, por pertencerem à seita radical Sociedade de São Pio 10. Um deles, o bispo britânico Richard Williamson, nega o Holocausto. (Para Williamson, câmaras de gás nunca existiram e os nazistas mataram no máximo 300.000 judeus.)

    Ou

    O Papa Pio XII, que na época da segunda guerra dispunha da única rádio livre da Europa, mas jamais emitiu uma nota de condenação ao regime nazista e ao Holocausto ?

    “…Já sabemos de toda a história das cruzadas, etc. ,em que a Igreja se envolveu demais nos poderes da terra…”….Mas é exatamente isso o que estou tentando dizer….SE já sabem, então por que continuam repetindo o mesmo discurso medieval e errôneo de que os membros da igreja não falham ?

    Ninguém gosta de ouvir os seus “defeitos”….mas o que não pode é continuar a insistir na infalibilidade e dizer que os erros foram “poucos” pelos 20 séculos de igreja, ou que foram cometidos para a manutenção da Doutrina; pois se houve uma única atitude contrária ao evangelho, mesmo que para a sua “manutenção”..já não temos mais a infalibilidade !!!!…..Será que Jesus aprovaria um “vale-tudo” de seus “prepostos” para justificar a permanencia do “status quo” católico?

    “..Contudo, é necessário que exista uma estrutura de base que oriente e organize o rebanho..” ….e quanto a igreja Ortodoxa ? Já pensou humildemente, que talvez eles interpretem as escrituras com mais exatidão ? Como por exemplo a Primazia e infalibilidade papal ?

    “..Hoje se assiste na “teologia da prosperidade”, onde se vende por “milagres” o seu lugar no céu, ainda que muitos vejam nisto uma forma de “caridade” ao próximo…”….Não, meu amigo, isso não é uma prática atual, pois foi instituído e bem documentado pela igreja católica ! Soa familiar para você, das aulas de história, o termo Indulgência ? Leia um pouco sobre o pontificado do Papa Leão X (1513 – 1521)…..Talvez o problema seja a concorrência com essas novas “religiões”!

    Abraço.

  7. vreginato disse:

    Luiz

    Chegamos a conclusão pelos seus relatos:

    1. Faremos uma grande levante mundial para depor o papa atual por sua omissão as atrocidades nazistas.
    2. Promulga-se novas “eleições democráticas” com votação em todo mundo católico para eleger o novo papa. Seria por quatro, cinco anos ou vitalício? Você ainda não falou?
    3. O colégio de cardeais apresenta uma nova proposta constitucional aos Dez mandamentos e sete Sacramentos, com ampla revisão do Antigo e Novo Testamentos, para uma nova interpretação “à luz dos achados científicos atuais”. O que vale são comprovações . Abaixo a fé “cega e ignorante”.
    4. Acrescenta um “Ministério de Relações Exteriores” para uma melhor “política” internacional com outros credos em busca de uma “Verdade Ecumênica”.
    5. Elege um forum internacional de fiscalização das ações papais tendo em mente a possibilidade de um “impeachment”, se for necessário.

    Isto não é ironia , não senhor. Para quem fala tanto de caridade, e sufoca tanto bem que a Igreja tem feito em vinte séculos em um “punhado de lama imperdoável”; os santos viraram marqueteiros para os cofres do Vaticano, e Bento XVI tornou-se cão de guarda de Hitler, não resta outra coisa. Você não mencionou o pontifício “showman” da João Paulo II que será beatificado em 1º de Maio, em grande festa na praça de São Pedro, provavelmente para angariar fundo$ para o tesouro.
    Eu só me pergunto Luiz? Gostaria de ouvir.
    O que você ainda está fazendo nesta Igreja Católica? Ninguém está te prendendo está?

    Valdir

  8. Luiz Coelho disse:

    Se não é ironia é hipocrisia e muito nervosismo !!

    Valdir..como você mesmo já mencionou sabiamente, quando a troca de idéias se torna troca de “ofensas” já se perdeu o motivo da discussão e da razão !

    Observe que em meus comentários tento citar jornais, os evangelhos e a própria história…..agora veja o seu ultimo post..apenas criticas…..esse tipo de “ataque” é amplamente utilizado em questões aonde o oponente tenta difamar o seu interlocutor for falta de argumentos para corroborar as suas afirmações !

    Em nada mencionei o Papa João Paulo II, a quem sempre tive grande estima e até possuo uma benção papal dele para minha família !

    Eu nasci e cresci na Igreja Católica….aprendi os ensinamentos de Jesus, os quais tento colocar em pratica no auxílio que faço ao CRAAC, ou em grupos de pessoas carentes aonde ensino matemática e minha esposa alfabetização; além de levar a minha vida em pról do desenvolvimento do próximo !

    Acredito que se você visse um de seus filhos fazendo algo que julgasse ser incorreto o alertaria, não é ? Como belissimamente fez o Heraldo !….E é apenas isso que tento fazer, mostrar que existem “véus” que ainda permanecem em nossas vidas, mas que não mais precisamos deles…e por isso agimos de maneira “incorreta”.

    Leio muito, não apenas textos católicos, mas outros estudos e tento manter ao máximo a minha mente aberta a verdade espalhada pelo mundo. Sei que existem muitos que necessitam, ou acham cômodo e imprescindível outras pessoas para o seu crescimento pessoal e espiritual , apenas tento demonstrar que elas podem dispensar tal necessidade !

    O que eu estou fazendo na igreja católica, você pergunta ?….Faço minhas as palavras de Jesus em Mateus 5:17-19, “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas, não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo, até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.”….

    Abraço.

  9. Rogerio disse:

    Nossa, hoje pegou fogo mesmo!!

    Luiz, na boa… (sem agressões, ou ataques pessoais, etc). Você não é católico mesmo ! Você deve ser algum budista ou qualquer outra religião… só pode (minha opinião ok ?)

    Só tenho mais 1 comentário: “o diário “Ha’aretz”, publicou”, quem é Ha’aertz ? Eu não confio nem na Globo (e olha que o William Bonner é sangue bom…) que é aqui no quintal da minha casa, quanto mais no que esse diário escreveu… francamente Luiz, eu tenho 2 primos jornalistas, não confio neles nem por 5 reais. Pensando bem poderia ser pior, eles poderiam ser advogados…

  10. Rogerio disse:

    ou politicos não ?

    e se você me permite uma piada… eles poderiam ser cardeais !

    diz ai sua religião, fiquei curioso

  11. Lutfe Mohamed Yunes disse:

    Pessoal, sinceramente, acho que as discussões feitas por nós sadia. Acho que todos contribuem e as divergências nos fazem corroborar a nossa fé. É fato que o Luiz coloca questões da Igreja Católica que para um estudioso faz muito sentido, mas para quem vive a fé atual, isto faz parte de um passado que não nos pertence mais. Todos aqui devemos ter amigos padres e sabemos como essas pessoas são especiais e sabemos que a Igreja católica são eles e nós unidos por Deus. Fiquem com Deus, Lutfe

  12. Familia Guarita disse:

    Luiz, vc disse: “Em nada mencionei o Papa João Paulo II, a quem sempre tive grande estima e até possuo uma benção papal dele para minha família !”

    Mas o Valdir pediu para vc mencionar algo sobre ele… não para vc se defender.

    Vc que gosta de indicação de livros, tire suas dúvidas com os livros do post:
    “No sofá da sala para ler bons livros – A História da Igreja de Cristo”.

    Para estar na Igreja Católica é necessário acatar aos papas.

  13. vreginato disse:

    Quanto aos pecados cometidos pelos homens da Igreja:

    “Por isso vos digo: Todo o pecado e blasfêmia será perdoado aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito Santo não será perdoada. Toda aquele que disser palavra contra o Filho do Homem, ser-lhe-á perdoado; porém, o que a disser contra o Espírito Santo, não se lhe perdoará, nem neste mundo nem no futuro” (Mt 12, 31-33)

    E quem é o Espírito Santo?

    “Se Me amais, observareis os Meus mandamentos; e Eu rogarei ao Pai e Ele vos dará um outro Paráclito, par que fique eternamente convosco, o Espírito de verdade, a Quem o mundo não pode receber, porque não O vê, nem O conhece; mas vós O conheceis; porque habita convosco e estará em vós.! ” (Jo 14, 15-18)

    “Foi-Me dado todo o poder no céu e na terra. Ide, pois, ensinais todas as gentes, batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-as a cumprir todas as coisas que vos mandei. Eu estarei convosco todos os dias até ao fim do mundo” (Mt 28, 19-20)

    E quem sois “vós”?

    “Não rogo somente por eles, mas também por aqueles que hão de acreditar em Mim por meio da sua palavra, para que todos sejam um, como Tu, Pai, estás em Mim e Eu em Ti, para que também eles sejam um em Nós, a fim de que o mundo acredite que Me enviaste. “(Jo 17, 20-23)

    E a quem confiou ?

    “Disse Jesus a Simão Pedro: ‘ Simão, filho de João, amas-Me mais do que estes?’ (Simão Pedro, que o havia negado três vezes! nota minha). Ele respondeu : “Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo”. Jesus disse-lhe: “Apascenta os Meus cordeiros” e segue. ( Jo21, 15-18)

    Podemos estudar muito, e muita religião, ouvir noticiários, e livros, mas nunca nos converteremos pelo estudo e sim pela Fé. Quem tem Fé, segue a religião, estudando-a para cada vez mais dar glória a Deus e ao que Ele pede. Quem estuda as religiões buscando encontrar justificativas e bases que comprovam os fatos, não se alicerça na Fé, e não se converte.

    “Então, foram-lhe apresentadas várias crianças para que Lhes impusesse as mãos e orasse por elas. Mas os discípulos repreendiam-nas. Jesus porém, disse-lhes: ‘Deixai as crianças e não as impeçais de vir a MIm, porque delas é o reino dos céus”. (Mt, 19, 13-15)

    “Traziam-Lhe também criancinhas, para que as tocasse. Os discípulos vendo isto repreendia-nos. Poré, Jesus chamando-as a Si, disse: ‘ Deixai vir a Mim as criancinhas e não as embaraceis, porque o reino de Deus é dos que se parecem com elas. Em verdade vos digo: Quem não receber o reino de Deus omo uma criança não entrará nele”.

    Finalizo. LUIZ você não me respondeu. Você é ou não católico? Muitos nascem em famílias católicas e não o são (sem problemas). Muitos estudam as sagradas Escrituras mas como pesquisadores. Não são católicos. Muitos admiram a caridade de Cristo (como o fez Gandi), mas não são católicos. Muitos fazem coisas muito boas aos seus semelhantes ( e isto é muito bom para a humanidade), mas não são católicos (tudo bem). E você o que é?

    ” Quem dizem os homens que é o Filho do Homem?”. Eles responderam: “Uns dizem que é João Batista, outros que é Elias, outros que é Jeremias ou algum dos profetas”. Jesus disse-lhes: “E vós quem dizeis que Eu sou?” Respondendo Simão Pedro, disse: ” Ti é o Cristo, o Filho de Deus vivo”. Respondendo Jesus. disse-lhe: “Bem-aventurado és, Simão filho de João, poruqe não foi a carne e o sangue que to revelaram, mas Meu Pai que está nos céus. E Eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares sobre a terra, será ligado também nos céus, e tudo o que desatares sobre a terra, será desatado também nos céus”.

    E para você LUIZ, quem é Jesus?

    Bom dia a todos

    Valdir

  14. Luiz Coelho disse:

    Bom dia…..Pelo visto os ânimos ainda estão meio inquietos nesta quinta-feira !

    Observem como uma simples questão de primazia levantou comentários sobre os 10 mandamentos, os 7 sacramentos, os santos, etc……ou seja, de um questionamento de um “ponto” precisaram narrar todo o “texto” (doutrina)….

    Como disse por toda a vida vivenciei ( e vivencio ) a vida católica ( batismo, crisma, casamento, etc ) , participei de pastorais de vicentinos, dos noivos, etc…Posso dizer que estou tão apto a conversar ( em alto nível ) com muitos aqui e demonstrar que a igreja teve ( como já afirmaram ) e ainda tem muitos “equívocos”; e é nossa obrigação como cristãos fazê-la evoluir e não deixar que ela se envolva ”… demais nos poderes da terra..” (sic Valdir ).

    O Valdir nos banqueteou com diversas passagens..realmente acredito na sua fé….mas perceba os seus textos e veja como você se alterou, demonstrando o desespero e o descontrole, tentando achar um modo de comprovar a sua tese, por todos os meios possíveis, até o da ironia e da ridicularizarão ! ( isso sim foi uma atitude “infeliz” e desnecessária ).

    Acredito que devamos abrir outro post, pois o assunto original já foi perdido…….mas enfim…com tantas palavras sobre o Espírito Santo ( me parece que o Vladir entende muito do assunto )…. me diga porque o texto original do terceiro mandamento é :

    Em Êxodo 20, 7:Lembra-te de santificar o dia do sábado. Trabalharás durante seis dias e farás todos os trabalhos, mas o sétimo dia é sábado dedicado ao Senhor teu Deus. Não farás trabalho algum, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem teu escravo, nem tua escrava, nem teu gado, nem o estrangeiro que vive em tuas cidades. Pois em seis dias o Senhor fez o céu e a terra, o mar e tudo que neles há, mas no sétimo dia descansou. Por isso o Senhor abençoou o dia do sábado e o santificou.

    E em muitos textos católicos encontramos o texto alterado para : 3º – Guardar domingos e festas de guarda.
    ?

    Três perguntas ( Para todos ): 1-) Se Deus ordenou que guardássemos o Sábado, por que o católico não o faz como Ele pediu?…..2-) Deus “mudou” de opinião e solicitou ao Espírito Santo que inspirasse novamente e alterasse o que havia proferido ? 3-) Alguém aqui “guarda”o Sábado como dito nas escrituras ?

    PS. Fiquem tranqüilos que eu trabalho de Sábado, não sou adventista…

    Abraço

  15. Familia Guarita disse:

    Luiz,

    respondendo a sua pergunta, se Jesus tivesse ressussitado no sábado as coisas seriam diferentes, mas pelo que vc sabe ele ressussitou no domingo. Assim, procede o “guadar domingos e festas”. Ah, pesquise sobre textos das primeiras idades do Cristianismo para ver que desde aquela época era guardado o dia do Senhor (domingo) ou dia do Sol (sunday). Te respondendo a outra pergunta, sim, eu tb guardo os sábados.

    Insisto: vc é ou não católico? Já soubemos que não é adventista, que não é judeu ou mulçumano… então…?

  16. Marco disse:

    Pessoal

    Achei necessário entrar com uma moderação neste caso.

    Os pontos discutidos aqui, não entendo ser de suporte a fé. São de bancos de faculdades de teologia. Como o Lutfe disse bem, a discussão serve aos estudiosos.

    Vi exaltações de ambos os lados. Uns com palavras mais ríspidas e outros com palavras inoportunas ou indelicadas. Este site server para alimentar a fé e não para um jogo de esgrima.

    Infelizmente sinto-me obrigado a encerrar o post. Peço a todos humilidade nas próximas discussões.

    Aqui o site é escrito por pessoas que seguem a Igreja Católica Apostólica Romana e somos fiéis a Ela. Levamos nossa fé pela alegria que ela nos dá no nosso dia-a-dia.

    Um abraço a todos

Os comentários estão encerrados.