Católico no trabalho

Olá

Muitos leitores daqui do site podem perguntar a si mesmos: O que tem a ver religião e trabalho ? Uma coisa nao tem nada a ver com a outra…

Indiretamente já abordei este tema algumas vezes aqui mas hoje, quero dizer que a maior contribuição que viver a vida cristã nos dá no trabalho é a esperança. Esperança de que Deus nao nos abandona e esta ao nosso lado quando precisamos.

 Viver a fé cristã nem sempre é fácil no mundo corporativo. Vemos pessoas mentindo, enganando, manupulando pessoas e fatos para conseguir alguma vantagem em determinado momento. A pressão por resultados e a necessidade de encontrar um culpado por um determinado problema também fazem parte da lista.

 Mas é ai que temos como contribuir. Ter uma vida reta, segundo a fé, poderá chamar a atenção de muitos no círculo de trabalho mostrando que valores cristão podem sim tornar o ambiente de trabalho mais humano e menos “competitivo”.

  • Recusar-se a fazer parte de uma mentira para encobrir um problema.
  • Não participar de negociações estranhas para um determinado contrato.
  • Não falar mal de alguém nos momentos do “cafézinho”.
  • Não aceitar ou participar brincadeiras insinuando relacionamentos extra-conjugais
  • Deixar sempre muito claro sua posição em relação ao seu casamento e família
  • Mostrar que apesar de seu compromisso com o trabalho, a família prioridade.

  Uma dica interessante para aqueles que, as vezes, tem vergonha de expressar sua fé no trabalho, com medo de represálias pelos colegas: O mundo corporativo acaba sendo muito mais razoável em relação a manifestação de crenças do que se imagina. Talvez pelos códigos de conduta das empresas, mas principalmente quando você prova com fatos concretos no seu dia-a-dia, que sua opção não é só “da boca pra fora”.

boa semana a todos !

Anúncios

Sobre Marco

Marco é casado com Mariana e tem os pequenos Carol e Rafael. Ele é formado em Tecnologia da Informação, pós graduado em administração e trabalha há 14 anos no mercado corporativo de TI. Atua na Igreja Católica desde a adolescência, participando de grupo de jovens, ministérios de música e equipes de evangelização. Está na pastoral da familia da paróquia Nossa Senhora do Brasil desde 2007, atuando junto às familias e aos casais que buscam o matrimônio.
Esse post foi publicado em Familia&Trabalho. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Católico no trabalho

  1. Familia Guarita disse:

    Muito legal o tema do seu post, Marco… apenas acrescento uma outra ligação do trabalho e religião: podemos nos santificar oferecendo um trabalho bem-feito a Deus. Diverge um pouco ao assunto colocado no post mas vale lembrar!!! Até mais!

  2. Luiz Coelho disse:

    É o que mais de vê por ai…….as pessoas se dizendo cristãs…..mas agindo como tal apenas em alguns momentos e situações convenientes, aonde não sintam constrangimento ou “embaraçamento”….ou “não são observadas” !!!!

    Engraçado como as pessoas se portam e defendem com mais afinco temas como futebol, política e até gastronomia ou opiniões pessoais…..mas se esquivam, se incomodam e até “esquecem” seus princípios cristãos quando em meio a um grupo diversificado ou desconhecido de crenças.

    Ninguém “esquece” e come carne se for vegetariano, ou começa a escrever com a mãos esquerda se for destro….Ser cristão deve estar tão “impregnado” em nosso dia-a-dia, que não importa o local ou as pessoas ao nosso redor, a nossa atitude não deve se alterar nunca, pois se somos cristãos, o somos a todo instante, e não ocasionalmente.

    Abraço

  3. Valdir Reginato disse:

    Marco

    O tema é muito oportuno, fazendo eco ao Zé e a Malu. O trabalho honesto, externo ou domiciliar, é um grande meio de santificação para todo cristão. Lembrar que o homem foi feito para trabalhar, e não é castigo do pecado original.

    Valdir

  4. Giba disse:

    Batante oportuno esse tema. Podemos ver com ferquencia, não só em relação ao trabalho, mas sob varios aspectos do comportamento geral atual.
    Acho notória a falta de COERÊNCIA que um mesmo individuo é capaz de demonstrar…. especialmente quando submetido a pressões/competitividade com colocado no post. Num ambiente onde as pessoas não são “anônimas” (trabalho, por exemplo) acredito que demonstrem com menos frequencia suas incoerencias, pois o próprio convivio acaba por cobrar que o sejam – ainda que aparentemente.
    Assim acho qua a chave para a questão é essa: a coerência. Os atos costumam demonstar do que o coração e a mente estão cheios. O desfio é alto! Mas certamente vale! A graça e a luz Divina, solicitados constantemnte nas orações nunca devem ser esquecidos, para assim mostrar-nos os caminhos de Deus em nossas vidas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s