Expectativas positivas e negativas em relação aos filhos

A maneira como nós pais nos comportamos em relação aos filhos influencia em muito a formação de sua personalidade e comportamento. Assim precisamos estar atentos com as expectativas positivas ou negativas que criamos em relação a eles. Um bom ponto de partida nesse sentido é acreditar no potencial do filho, pois estaremos colaborando para que ele mesmo acredite em si nas situações em que for solicitado. Não adianta querermos “blindar” o filho para que não sofra influência dos colegas nos seus ambientes de vida, principalmente na escola. É preciso proporcionar-lhe condições de fazer suas escolhas, assumindo as conseqüências delas. Pais demasiadamente envolvidos nas decisões de seus filhos acabam por desenvolver expectativas negativas para a formação de sua personalidade.

Algumas dicas importantes para criar um ambiente de expectativas positivas para o desenvolvimento dos filhos são:

  • Seja um modelo para eles, ensinando-os através de palavras e ações a se comportar da maneira que você gostaria que se comportassem;
  • Procure exemplos positivos em outras crianças, tentando envolvê-los nas atividades que possam lhe auxiliar o crescimento enquanto pessoas e membros de uma sociedade;
  • Orientá-los para aprender a arcar com as conseqüências de suas atitudes, ensinando-os a refletir sobre os possíveis efeitos de correr vários riscos. Quando correr o risco e quando se afastar dele?

São dicas simples mas que muito colaboram para a formação dos filhos.

Abraços e até a próxima semana.

Heraldo

Anúncios
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Expectativas positivas e negativas em relação aos filhos

  1. Alessandra de Angelis disse:

    Heraldo,

    É isso aí. Parabéns pelas dicas!!

    Alessandra de Angelis

  2. Cristiane disse:

    Heraldo,
    Realmente, quando a criança sente que os pais acreditam nela, tem mais chances de se sair bem, tem mais autoconfiança.
    Por outro lado, pais muito negativos que vivem dizendo: “ah, meu filho é preguiçoso, meu filho é isso, é aquilo…” acabam induzindo o filho a acreditar no que ouve.
    Que Deus nos ajude a ter a sabedoria de motivar nossos filhos para o bem!
    abraço,
    Cristiane

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s