Um só bolso tá na moda…

Olá

 Esta semana fui surpeendido pela matéria de capa da revista Você S/A falando de um tema bem conhecido de nós aqui do blog. O tema da matéria era: “Unidos até no dinheiro

 Para quem não entendeu nada vale um antes um click no nosso post :

Um só coração, um só bolso

que publicamos no inicio do ano.

 Cita a reportagem que casais que juntam suas finanças tem maior cumplicidade, onde cada um vive o todo e não seu mundo individual. Olhem abaixo alguns trechos interessantes apresentados na matéria:

  • Pesquisa americana mostra que  40% d0s entrevistados afirmaram que o motivo do divórcio foi falta de diálogo financeiro
  • Outra pesquisa diz que quando o casal une suas finanças, o patrimônio pode subir em até 93%
  • Para quem está casado, o primeiro passo é cada um saber quanto o outro ganha, depois colocar as rendas e despesas em comum e saber qual a renda total e qual a renda comprometida, depois disso começam estruturar as contas e fazer planos…
  • …para organizar o fluxo do dinheiro, abra uma conta conjunta…
  • …seja transparente na hora de usar o dinheiro da conta conjunta, afinal o dinheiro é dos dois…
  • Mesmo quando um dos dois não tem receita, é recomendável que tenham uma conta conjunta…
  • …casais que tem prioridades diferentes e que não conversam sobre dinheiro, se concentram em realizar apenas os desejos individuais. Este é o passo inicial para falir um casamento…
  • …se uma mãe esconde do pai a compra de uma bolsa ou sapato, como ela pode querer educar financeiramente seu filho ?

 Entre outras.

 A tônica para esta matéria foi o equilibrio financeiro de uma familia, para alcançar sucesso material da mesma, que é o objetivo da revista. Eles não deixaram de frisar também que a individualidade também tem que existir, o que também é objetivo da mesma.

 No nosso caso, dissemos naquela oportunidade que a cumplicidade financeira nada mais é que a resposta material de um casal para os votos feitos no altar “…não são duas mas uma só carne…“. Ou seja, mais do que unir-se por um objetivo financeiro, a idéia é unir-se por uma decisão sacramental. Como também dissemos naquela oportunidade, quando se entende o centro do sacramento do matrimônio, o individualismo relamente deixa de existir e isso nada impedirá que ele(a) possa comprar um presente para seu marido(esposa) sem que seja denunciado pelo extrato.

 Como disse Ferris Bueller em “Ferris Bueller ‘s Day Off” (Curtindo a vida adoidado – 1986): “Eu já disse isso uma vez mas vou dizer de novo…” a Bíblia é o grande manual da vida humana aqui na terra, que seguí-la estará em um bom caminho.

Boa semana a todos !

Anúncios

Sobre Marco

Marco é casado com Mariana e tem os pequenos Carol e Rafael. Ele é formado em Tecnologia da Informação, pós graduado em administração e trabalha há 14 anos no mercado corporativo de TI. Atua na Igreja Católica desde a adolescência, participando de grupo de jovens, ministérios de música e equipes de evangelização. Está na pastoral da familia da paróquia Nossa Senhora do Brasil desde 2007, atuando junto às familias e aos casais que buscam o matrimônio.
Esse post foi publicado em Familia&Trabalho. Bookmark o link permanente.

10 respostas para Um só bolso tá na moda…

  1. Luiz Coelho disse:

    Bom dia…. ótimo post….Bem atual com informações fundamentadas…

    Como disse anteriormente, é preciso, assim como tudo nesta vida, usarmos o dom da inteligência e do discernimento, que Deus deu a cada um de nós; para analisarmos cada situação e verificarmos se aquilo condiz com o que o nosso coração com a nossa razão.

    Quem tiver a oportunidade, visite diversos museus europeus, cheios de histórias e de objetos de “conversão” usados por dezenas de anos pela igreja na chamada santa inquisição, ou leiam a respeito…( Ninguém gosta de mostrar os seus erros )….só não entendo o “medo” que se tem de pensar em perder alguma credibilidade se demonstrar alguma falha de conduta. Por acaso o filho olhará para o pai com menos respeito quando crescer e descobrir que este não é um ser perfeito, mas um homem com defeitos e virtudes ?

    Acredito, tanto que leio muito, em muitas passagens da Bíblia, com certeza ………mas também acredito, como a igreja já se “desculpou” pela suas condutas no passado….que pode e deve continuar a corrigir diversas situações equivocadas. Nenhuma mudança irá acabar ou diminuir a credibilidade de uma instituição, desde que seja para melhorá-la a vista dos que acreditam nela!

    Não é porque algo se tornou tradição, costume, ou “dogma” que devemos continuar a pratica-lo ou a tentar mante-lo como verdade; se sabe-se que ele é diverdente dos conceitos da verdadeira moral cristã ! Vejam alguns poucos exemplos das passagens bíblicas : Genesis 19 [30:38]; Genesis 25 [1:6]; Genesis 32 [22]; Êxodo 21 [1:17] ; Deuteronômio 21 [11:21]; Deuteronômio 22 [13:29]

    No Evangelho (João 9,1-41 texto ampliado), o Senhor cura no sábado um cego de nascença.

    Perguntaram a Jesus, quem pecou? Esse cego, ou seus pais?

    Jesus responde: “Nem ele nem seus pais pecaram, mas isso serve para que as obras de Deus se manifestem nele”.(Pois as obras de Deus são, a misericórdia e o amor, não a Lei e os preceitos)

    Continuaram os fariseus atacando o Senhor por ter desrespeitado a Lei, curando num sábado:”- Esse homem não vem de Deus, pois não guarda o sábado”

    E questionaram o ex-cego ,insultando-o e fazendo aquilo que fariseus adoram fazer: “-Tu nasceste todo em pecado e estás nos ensinando?” E expulsaram-no da comunidade”.

    Jesus porém curando um cego que nunca enxergou, e fazendo isso em pleno sábado, ensinou que o amor é maior que a Lei, que praticar o bem não tem nem tempo nem hora, é no aqui e agora da perfeita caridade.

    E sobretudo o Senhor alerta para a cegueira daqueles que vêem mas não conseguem enxergar, porque sua vista está cegada pelo apego á Lei e aos aspectos exteriores da doutrina.

    Quantas vezes já nos tornamos fariseus, nos apegando a Letra e esquecendo do Espírito?

    Abraço

  2. Familia Guarita disse:

    Posso só perguntar um pequeno detalhe, Luiz? Explica um pouco melhor qual a relação do seu post(mais precisamente os 11 parágrafos) com o tema? É só uma cuirosidade.

  3. Luiz Coelho disse:

    Bom dia Familia Guarita…

    O texto inteiro está impecável ( como a maioria dos textos do Marco )……apenas o seu desfecho foi o motivo do meu comentário :

    “…a Bíblia é o grande manual da vida humana aqui na terra, que seguí-la estará em um bom caminho.”

    Desculpe o abuso, mas também tenho uma curiosidade…..Você discorda de algum ponto do meu post ? Se sim, poderia, por gentileza, comentá-lo ?

    Abraço.

  4. Valdir disse:

    Marco

    Percebo que o blog no seu comentário já está antecipado as grandes revistas econômicas. Como você bem disse, quem segue a Bíblia, a “velha e antiga Bíblia” está semopre na vanguarda, com o diferencial que alcançamos os objetivos humanos com participação de Deus em nossas vidas.

    Parabéns

    Valdir

  5. Valdir disse:

    Caro Luiz Coelho

    Você que tem sido colaborador constante em nosso blog, e com comentários que convergem ou divergem dos colunistas, como deve ser …

    Penso que desta vez teremos que inverter a situação, ou seja, fazer um post para o seu comentário. Com certeza você ou se enganou na hora de colocara a resposta em outro blog, ou gostaria que escrevessemos sobre este assunto.

    Apesar da família Guarita solicitar explicações, não vejo como não entender isto como um engano.

    Abraço

    Valdir

  6. Luiz Coelho disse:

    Amigos….amigos em Cristo.

    Como bem dito pelo Valdir….concordo em grande parte com os comentários dos colunistas deste blog…..mas discordo em outros…Acredito essa ser a grande fonte de aprendizado e de crescimento intelectual , e no nosso caso, também espiritual !

    Discutir sobre futebol, política e religião é uma das tarefas mais árduas que alguém pode ter…Justificativas e opiniões contrárias, muitas vezes sem fundamento, são constantes nestes casos e quase sempre não são suficientes para se chegar a um consenso comum.

    Conversei com o Marco outro dia e disse que estava “incomodando” os blogueiros; depois do seu post ( Eu servirei ao Senhor )… e ele disse algo do tipo : “Que nada…pode continuar a postar seus comentários”….e assim estou fazendo ( mesmo em desacordo com minha esposa ),mas sinto uma restrição quando faço comentários contrários ou tenho opinião divergente da maioria. Parece que sou obrigado a me desculpar como Galileu….mesmo com fatos irrefutáveis.

    Recebo frases de reprovação sem fundamentos! Comento passagens que, para mim são bem diferentes daquilo que Jesus pregou e recebo críticas a minha conduta, mas nunca sobre os fatos em si escritos !

    Neste caso em questão….o texto é ótimo, muito bom mesmo; o que comentei não tem NADA absolutamente NADA com relação ao corpo do texto…. Fiz o post devido ao comentário final, que ao meu ver, novamente, exprime a infalibilidade da Bíblia, no sentido de que se seguirmos 100% o que nela está escrito, estaremos em um bom caminho sempre!…Apenas quis comentar, com exemplos, que existem passagens que acredito não devam ser seguidas, pois se a seguirmos não estaremos “no bom caminho”. Por isso até a passagem de Jesus em dizer que não se deve seguir sempre o que manda a lei. Assim como em outros posts como o do Valdir ( Mês da Bíblia )…perguntei-lhe se concordava com passagens da Bíblia que comentei e novamente fiquei sem respostas, como agora….Ficam “incomodados” com fatos e preferem não discuti-los, na preferência de “acusar” quem os profere. Me desculpem, mas para mim a Bíblia é falha em algumas passagens ! Foi este o ponto que pretendi discutir, APENAS esse !

    Como disse apenas relatei um fato…é difícil ter uma opinião diferente da grande maioria, ou neste caso dos blogueiros …é como uma censura….Falo isso com o maior respeito do mundo……é como diz Daniel Carvalho Luz em seu livro Insight :
    ”Custa caro ser diferente, especialmente quando a maioria está satisfeita em misturar-se e permanecer como a maioria. Não há ímãs na terra mais poderosos, do que a pressão exercida pelos medíocres. Embora todos nós tenhamos apenas uns poucos anos para viver neste pequeno planeta, são raras as pessoas que tomam a decisão de desprezar a “média” e lutar contra a atração forte dos ímãs medíocres. Enfrente o fato – a tarefa é dura! É como diz o velho provérbio “É duro alçar vôo altaneiro, sublime, quando estamos rodeados de tantas galinhas!” “.

    Ok…pensei que outras opiniões serviriam para enriquecer e acrescentar as discussões do blog…mas estava enganado… Marco, me desculpe, por qualquer comentário que pareceu ofensivo….jamais foi minha intensão….não quero prejudicar nossa amizade por causa do blog. ( Acho que devo ouvir mais a minha esposa…. ).

    Adeus e um grande abraço a todos…..como disse o Valdir em uma reflexão as palavras do Mestre Da Vinci: “o tempo é senhor da verdade”.

    • Marco disse:

      Ola a todos…

      Desculpem minha ausência no dia de hoje, no ponto de vista dos comentários, eu estive fora quase o dia todo e não deu pra acessar o site parte do dia.

      Vamos a algumas considerações:

      Luiz:
      A mim você não ofendeu em nada. Sempre leio todos os comentários e escrevo alguma resposta quando entendo que o assunto não foi devidamente esclarecido. Neste caso, não há o que desculpar.
      O que disse a você pessoalmente, reforço aqui. Este blog é um espaço aberto e democratico. É só verificar que todos seus comentários são publicados na integra, sem qualquer tipo de censura ou algo que o valha. Prezo, acima de tudo, a liberdade de expressão.
      Porém, assim como o espaço está sempre aberto a você, sinto a necessidade de deixá-lo também aos demais. Colunistas ou leitores, todos tem o mesmo direito de concordar ou não com que está escrito. Não há qualquer tipo de controle sobre a opinião de cada um.

      Agora, gostaria de escrever um ponto de vista meu, sobre seu texto. Concordo com sua citação onde diz que custa caro ser diferente. Custa mesmo. Sou católico desde minha infância e já recebi todo tipo de preconceito por defender minha fé. Somos hoje em dia poucos católicos que realmente mantem sua fé e atitude diante de uma sociedade quase totalmente secular e científica e que nos chama de atrasados e limitados por acreditarmos na fé sem provas. Não estou dizendo isso pela boca de outros mas pelo que meus próprios olhos viram. Nem por isso desisto de minha fé e meus valores. Continuarei a defendê-los como acho q vc deve fazer o mesmo.
      Respeito sua decisão mas saiba que este espaço, enquanto o site existir, estará sempre aberto a você e a todos que queiram partilhar conosco suas opiniões.

      Marco

  7. Familia Guarita disse:

    Caro Luiz,

    vc não está confundindo um pouco as bolas…? A lei a que Jesus se referia era a lei pesada dos fariseus (atam pesadas cargas nos outros e vós porém não as tocam com o dedo… ou algo assim) e não a Lei que seria a lei transcrita da caridade, etc… Ah, a Bíblia vem muito depois disso, ok? Transcreve as passagens de Jesus, etc, alicerçada na caridade que vc tanto menciona corretamente. É preciso saber ler a Bíblia com critério e não sair a torta e a direita dizendo coisas que vem a cabeça…

    Ah, e vamos parar de misturar as bolas propositadamente… se vc quiser discutir Inquisição, temos que ler mais sobre isso e não apenas dizer coisas ao acaso para dar a entender outras, ok? E atenção ao que escrevi: eu disse temOS.

  8. Lutfe disse:

    Pessoal, li os comentários do Luiz e não achei nada de mais nas suas palavras, se lidas com respeito verão que não há prejuízo qualquer nas palavras… Penso também que caberiam algumas argumentações, como a importância da Lei… Demais questionamentos, Graças ao Bom Deus, Deus tem tirado, inclusive pelos comentários que temos no Post…

    Marco, será que você não poderia convidar o Luiz, caso ele não esteja lendo, para uma pizza, depois de uma das nossas reuniões de quarta-feira???? Acho que seria muito legal conhecê-lo trocar ideias e continuar antes de tudo a compartilhar este espaço com ele… De fato, os comentários, a favor ou contrários, são essenciais para o sucesso e conteúdo do blog…

    Abraços a todos, Fiquem com Deus…

    Lutfe

  9. Pingback: Repassando 2010 | Casa de Familia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s