Cinedebate – OS Dez Mandamentos

Já que estamos no Mês da Bíblia… que tal revivermos um Épico do Cinema:

OS DEZ MANDAMENTOS

Épico inspirado tanto em best-sellers quanto nas escrituras sagradas que não precisa de maiores apresentações. É uma das maiores realizações do gênero. Todo filmado no Egito e no Sinai, apresenta um dos mais imponentes cenários já construídos em Hollywood e é lembrado pela clássica cena da abertura do Mar Vermelho – a mais espetacular já filmada até hoje. Ganhou o Oscar de Efeitos Visuais. Além desse, foi também indicado para Melhor Filme (perdeu injustamente para o inesquecível A VOLTA AO MUNDO EM 80 DIAS), Melhor Fotografia, Melhor Montagem, Melhor Direção de Arte, Melhor Som e Melhor Figurino, num total de 07 indicações. É a refilmagem de uma primeira tentativa feita em 1923 – infinitamente inferior – pelo mesmo Cecil B. DeMille, na era do cinema mudo. O filme gastou cinco anos em preparativos, três deles no aperfeiçoamento do roteiro, usou 12 mil figurantes e 15 mil animais, e, infelizmente, a Academia só lhe deu um Oscar. Impetuoso espetáculo que é a marca registrada do mestre da cinematografia mundial, Cecil B. DeMille até hoje não foi superado pela riqueza de acontecimentos. O filme possui um excitamento visual sem precedentes, com cenas épicas de tirar o fôlego e retratadas por um elenco estelar da mais alta categoria, encabeçado por Charlton Heston, Yul Brynner, Anne Baxter, Edward G. Robinson, Yvonne De Carlo, Debra Paget, John Derek, Judith Anderson, Nina Foch, Sir Cedric Hardwicke, Vincent Price, John Carradine, Martha Scott, entre outros. Apresenta episódios bíblicos como o terror das pragas, a construção de uma monumental cidade, o Exodus – a saída dos hebreus do Egito (uma das mais maçiças sequências cinematográficas já realizadas em todos os tempos, de uma grandiosidade ímpar até hoje não foi superada), a escalada do Monte Sinai, as tropas do faraó Ramsés II, a destruição dos egípcios no Mar Vermelho, as orgias na adoração ao Bezerro de Ouro, a entrega dos dez mandamentos escritos por Deus em pedaços de pedra, isso tudo constitui a essência desse super espetáculo. No ano de 2006, comemorou-se os 50 anos dessa realização grandiosa, e, por isso, foi lançada em DVD uma edição especial comemorativa, que trouxe extras inéditos como os comentários de Katherine Orrison, uma das maiores especialistas sobre a obra e outras raridades. Um lançamento digital à altura do porte desse épico e de sua importância histórica.

Fonte: Cine Atila Francis

A Disney não ficou atrás e fez o filme com a mesma temática. Moisés, o príncipe do Egito:

Até a semana que vem!!!

Anúncios

Sobre Familia Guarita

Zé (José Armando - engenheiro civil) e Malu (Maria Lucia - médica fisiatra) se casaram em junho de 2009 na igreja Nossa Senhora do Brasil. Ao se inscreverem para casar nesta igreja, conheceram o pároco Pe Michelino, que os chamou para participar da Pastoral da Família. Durante seus 1 ano e 9 meses de noivado, e atuais 2 anos de casados, eles vem participando das palestras quinzenalmente, tal como de sua organização. "Estes 4 anos de participação na Pastoral da Família fizeram com que aprendêssemos muito e esperamos agora poder contribuir bastante com esse novo meio de aprendizado que é o blog Casa de Família"
Esse post foi publicado em No sofá da sala. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s