Pais: os primeiros catequistas dos filhos

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) instituiu em 1981 o mês de agosto como “Mês Vocacional” a ser assim celebrado em todo o país a partir de então. Em cada fim de semana do mês é dada atenção especial para uma vocação específica dentro da vida da Igreja. No quarto domingo, conforme celebramos nesta semana, as reflexões foram voltadas sobre a vocação dos Leigos, com ênfase para o Dia do Catequista. Quando falamos em catequista, logo nos vem à mente a figura daquela pessoa que, ou nas comunidades paroquiais ou nas escolas, se incumbem da missão de preparar nossas crianças para fazerem sua Primeira Comunhão, ou seja, para receberem o Sacramento da Eucaristia. Sem dúvida alguma, essas pessoas merecem nossas orações e agradecimentos neste dia, tendo em vista sua sublime missão dentro da vida eclesial.

Queremos, entretanto, relembrar aqui, que todos somos chamados pelo Batismo a sermos missionários onde quer que estejamos vivendo, ou seja, temos a missão de levar o Evangelho a todas as criaturas, conforme estabelecido por Jesus em seu anúncio da Boa Nova (Mc 16,15). O primeiro lugar onde devemos exercitar essa ordem de Jesus é no seio da própria família, revelando e ensinando aos filhos o conteúdo das Sagradas Escrituras, introduzindo-os às primeiras orações cristãs e preparando-os para as práticas da fé católica.

“A Igreja não se cansa de repetir que a família deve ser a igreja doméstica, pois é no seio da família que os pais são para os filhos, pela palavra e pelo exemplo… os primeiros mestres da fé” (LG 11; FC 21).

Possam valer-nos o exemplo de José e Maria que proporcionaram ao menino Jesus o conhecimento da lei judaica em seu conteúdo e práticas, a ponto de um dia, quando estava com apenas doze anos, o encontrarem discutindo e interpelando os doutores da lei no templo de Jerusalém (Lc 2,41-52).

Abraços e até a próxima semana.

Heraldo

LG – Lumen Gentium – Constituição Dogmática do Concílio Vaticano II, 1964.

FC – Exortação Apostólica “Familiares Consortio” – Papa João Paulo II, 1981.

Anúncios
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Pais: os primeiros catequistas dos filhos

  1. Valdir disse:

    Heraldo

    Permita-me acrescentar às suas didáticas palavras de sempre, embebidas de espírito em oração.
    Na catequese, lembremo-nos: ” Frei Exemplo é sempre o melhor pregador”

    Abraços

    Valdir

  2. Cristiane disse:

    Heraldo,

    Gostei muito de seu texto. Que Maria e José nos ajudem a apresentar o caminho da fé aos nossos filhos.

    E que possamos ser exemplos dessa fé, como lembra o Valdir. De fato, eles nos imitam em tudo, não é mesmo?

    abraços,
    Cristiane

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s