Amigos que nunca vimos

Está cada vez mais difundido entre as crianças e jovens o uso das redes de relacionamento via internet, tais como “orkut”, “twitter”, “facebook”, entre outros. São vários os convites que recebemos cotidianamente para integrar uma nova rede desse tipo, ora de caráter mais profissional, ora de caráter mais afetivo, ora por outra qualquer. O que importa é manter uma rede que vá crescendo, de modo que quanto maior, melhor. Às vezes, nem conteúdo tem, mas o fato de se relacionar por qualquer motivo já é algo que faz a criança ou o adolescente se sentir importante ou influente. São inúmeros os benefícios que uma rede de relacionamentos pode trazer, como temos visto ultimamente diante de casos polêmicos que surgem em nossa sociedade. Levam as pessoas a discussões sobre determinados assuntos, manifestando suas opiniões e também se associando em campanhas que possam ajudar quem precisa naquele momento. Práticas simples como a lembrança de datas importantes entre as pessoas, como por exemplo em aniversários, formaturas, trocando e-mails de felicitações, são importantes e fazem principalmente as crianças se sentirem valorizadas. Enfim, o ato de relacionar-se é muito bom para qualquer ser humano e na inserção tecnológica cada vez mais crescente a que estamos vivendo, essas redes tendem a valorizar este ato.

Há que se considerar, entretanto, que não podemos nos ater apenas aos relacionamentos virtuais, criando redes de amigos que muitas vezes nunca vimos. O contato pessoal também é importante, juntamente com a comunicação verbal, a capacidade de se expressar, de conviver. Vemos muitos adolescentes vivendo de maneira introvertida, fechados em si mesmos, sem capacidade de se relacionar sequer com os colegas de escola. Possuem dezenas de contatos em suas redes na internet, relacionam-se com muitas pessoas que nunca viram, mas não conseguem se relacionar minimamente com quem está ao seu lado nos ambientes reais de vida.

Devemos orientar principalmente as crianças para que não divulguem seus dados pessoais nas descrições de perfis dos sites de relacionamento, tendo em vista a vulnerabilidade a que se pode estar sujeito. São muitos os casos de assédio sexual, de seqüestros, de envolvimento com redes de tráfico de drogas, como conseqüência de mau uso dessas redes. Então, pais, todo cuidado é pouco quando se trata de preservar os filhos dessas possíveis agressões.

Algo que nos chama atenção nas redes de relacionamento é a maneira como nossos jovens se expressam em sua linguagem escrita. Não usam a língua portuguesa, ou seja, criam novas maneiras de escrever, gírias que se renovam a cada dia, de modo que percebemos apenas alguns lampejos do português correto. Não é à toa que estamos diante de uma geração que não sabe mais escrever quando solicitada a tal prática num vestibular ou outra prova qualquer. É preciso estar atento e corrigir os filhos enquanto ainda haja tempo para isso.

Enfim, o objetivo aqui não é criar um clima contrário ao uso das redes de relacionamento na internet, mas sim alertar para que estejamos atentos aos possíveis desvios que nelas possam acontecer. Nossos filhos precisam aprender que mais importante do que ter dezenas ou centenas de contatos em suas redes, muitos dos quais eles nunca viram, são os amigos e colegas com quem eles convivem nos ambientes da vida, onde moram, onde estudam e nas demais comunidades em que se relacionam.

Abraços e até a próxima semana.

Heraldo

Anúncios
Esse post foi publicado em Pais+Filhos. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Amigos que nunca vimos

  1. Lutfe disse:

    Fiquei preocupado se a coluna não viria, porque é muito legal desfrutar das suas palavras. Abraços, obrigado pela reflexão. Lutfe

  2. Valdir disse:

    Heraldo

    Mais um artigo oportuno. Eu faria o atrevimento de resumi-lo assim. É importante fazer com que os filhos vivam na real e não somente no virtual.

    Abraços

    Valdir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s