A Pastoral da Família

Prezados Amigos, espero que todos estejam bem, com muita paz no coração. Escrevo hoje para iniciar dizendo que tenho muito orgulho de participar da Pastoral da Família da minha paróquia. Foi com alegria e com o pensamento de que Deus estava pensando em mim que recebi o convite, tive a nítida impressão que poderia participar de algo maior para minha vida e para a vida dos meus irmãos.

Posso dizer que até agora a tarefa não tem sido fácil, no sentido de compatibilizar a vida ordinária a Deus com a vida missionária a Deus, com certeza, ambas tem seus propósitos, mas ter uma missão específica, principalmente quando esta está relacionada ao desenvolvimento da família cristã é de supra importância e de grande responsabilidade, que exige um abandono maior à procura da vontade de Deus para nossas vidas.

A missão só é possível com a ajuda de outras pessoas, sem citar nomes, gostaria de agradecer a todos que participam da pastoral da família, bem como deste site como escritores ou leitores, por ter como bandeira um ideal de construção de uma sociedade baseada na família cristã, com tudo que seus valores podem trazer para o desenvolvimento e para a consolidação da dignidade e salvação humana.

Em mãos de um livro de Santo Papa, João Paulo II, a familiaris consortio (sobre a função da família cristã no mundo de hoje), separei uma passagem escrita pelo Santo Papa que descreve o nobre trabalho dos Leigos Especializados, qual seja:

“Podem prestar grande ajuda às famílias os leigos especializados (médicos, juristas, psicólogos, assistentes sociais, orientadores etc…) quer individualmente quer empenhados em diversas associações e iniciativas, com trabalho de esclarecimento, de conselho, de orientação, de apoio. A eles bem podem aplicar-se as exortações que tive ocasião dirigir à Conferência dos orientadores familiares de inspiração cristã: “A vossa tarefa bem merece o qualificativo de missão, tão nobres as finalidades que visa e tão determinantes, para o bem da sociedade e da mesma comunidade cristã, os resultados que dela derivam… Tudo o que conseguirdes fazer em favor da família é destinado a ter uma eficácia que, ultrapassando o âmbito próprio, chegará também a outras pessoas e influirá sobre a sociedade. O futuro do mundo e da Igreja passa através da família.” 

Amigos, podemos fazer a diferença e parte da história da construção de uma sociedade focada nos valores da família cristã.

Um abraço a todos, fiquem com Deus, orem pelas famílias, em nome de Jesus Cristo e com a intercessão de Nossa Senhora, Amém.

Lutfe

Anúncios
Esse post foi publicado em Rezar em Familia. Bookmark o link permanente.

2 respostas para A Pastoral da Família

  1. Valdir disse:

    Caro Lutfe

    As suas palavras são de um cristão consciente do seu papel na sociedade, que deve ser “fermento na massa”, para poder levar todos a Cristo.

    O trabalho da Pastoral da Família está à serviço do Senhor. Que grande campo apóstólico nos abre esta Pastoral que está inserida em todas as atividades humanas e em todos os lugares do mundo, pois é uma pastoral da família, e o homem e a mulher nascem, , crescem, se desenvolvem e morrem em família.

    Assim sendo, todas as demais pastorais podem estar associadas a ela, pois ela faz parte de todas as tividades humanas. Sem dúvida, é uma grande responsabilidade, que sozinhos jamais poderíamos pensar em conseguir, mas quando contamos com Cristo, incentivados por São José e amparados pela Virgem Maria, nossa Mãe, então a tarefa já não se torna um fardo, mas um gozo, ainda que pese as dificuldades.

    Oxalá cada vez mais, um maior número de cristãos assumam esta conscientização que você muito bem descreve acima, e assim poderemos levar a Palavra de Cristo em todos os cantos do mundo, cumprindo o que Ele nos pediu.

    Valdir

  2. Marco disse:

    Ola

    Os primeiros cristãos eram chamados a martirizar a própria vida em detrimento da fé em Cristo e faziam isso com a alegria de coração, por saber que o faziam por Deus.

    Hoje Cristo nos chama a martirizar nosso próprio tempo, em detrimento da missão à Igreja. Não é facil muitas vezes abrir mão de uma festa ou de algumas horas a mais de sono (entre outros exemplos) para que a missão confiada a nós possa ser realizada.

    Que possamos ter este espírito de partilha e alegria em contribuirmos juntos para a a messe de Deus.

    “ai de mim se não pregar o evangelho” I Cor – 9,16

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s