Eu servirei ao Senhor

 Ola

 Como todos vocês sabem, iniciamos no último sábado, a semana da família aqui na paróquia NS do Brasil.

 O tema desta segunda será: “Eu e minha casa serviremos ao Senhor” e o que isto significa ? Que aquele que proclama esta frase, coloca ele mesmo e sua familia aos pés de Cristo, nosso Senhor.

 A frase, vinda do livro de Josué (aqui), deixa muito claro quem faz essa opção. É o chefe da casa, o pai de família, aquele que responde por todos.

 Mesmo com a entrada da esposa (e mãe) da família no sustento financeiro da casa, é do pai a responsabilidade de ser a voz de direcionamento da casa (e lógico, devidamente alinhado com a esposa) e levá-la para o melhor lugar possivel.

 Devido a estafante rotina de trabalho atual + a divisão dos custos da casa com a esposa, muitos pais de família tem se eximido desta função (ou porque não “obrigação”) de manter a casa nos eixos e principalmente, ser a locomotiva que puxa todos para a direção que deve ser seguida por esta família.

  A corajosa declaração de Josué, mostra a força da decisão de um pai na vida de uma família, porém antes disso, ele o próprio pai, já tinha esta declaração em seu coração e quando questionado, fez isto também em nome de sua familia.

 Que nesta semana, que celebramos a família em seus vários aspectos, não deixemos pais, de fazer nossa opção em nome de nossa família.

 “Eu e minha casa, serviremos ao Senhor !!”

boa semana da família a todos

Anúncios

Sobre Marco

Marco é casado com Mariana e tem os pequenos Carol e Rafael. Ele é formado em Tecnologia da Informação, pós graduado em administração e trabalha há 14 anos no mercado corporativo de TI. Atua na Igreja Católica desde a adolescência, participando de grupo de jovens, ministérios de música e equipes de evangelização. Está na pastoral da familia da paróquia Nossa Senhora do Brasil desde 2007, atuando junto às familias e aos casais que buscam o matrimônio.
Esse post foi publicado em Familia&Trabalho. Bookmark o link permanente.

6 respostas para Eu servirei ao Senhor

  1. Luiz Coelho disse:

    Bom dia Marco…

    Muito interessante o post….mas cuidado com re-leituras “desatualizadas” ditas em épocas onde a cultura era outra….., só para citar algumas de muitas… :

    “As mulheres sejam submissas a seus maridos, como ao Senhor, pois o marido é o chefe da mulher, como Cristo é o chefe da Igreja, seu corpo, da qual ele é o Salvador.Ora, assim como a Igreja é submissa a Cristo, assim também o sejam em tudo as mulheres a seus maridos. ” (Efésios 5:22,24).

    “Mulheres, sede submissas a vossos maridos, porque assim convém, no Senhor. ” (Colossenses 3:18).

    “Como em todas as igrejas dos santos, as mulheres estejam caladas nas assembléias: não lhes é permitido falar, mas devem estar submissas, como também ordena a lei. Se querem aprender alguma coisa, perguntem-na em casa aos seus maridos, porque é inconveniente para uma mulher falar na assembléia” (1 Coríntios 14:33-35)

    “A mulher ouça a instrução em silêncio, com espírito de submissão. Não permito à mulher que ensine nem que se arrogue autoridade sobre o homem, mas permaneça em silêncio. Pois o primeiro a ser criado foi Adão, depois Eva. E não foi Adão que se deixou iludir, e sim a mulher que, enganada, se tornou culpada de transgressão. Contudo, ela poderá salvar-se, cumprindo os deveres de mãe, contanto que permaneça com modéstia na fé, na caridade e na santidade” (1 Timóteo 2:11-15).

    “Vós, também, ó mulheres, sede submissas aos vossos maridos….” (1 Pedro 3:1).

    Nos tempos de Jesus, aonde a Bíblia foi compilada, era normal a submissão da mulher pelo próprio regime social que hoje ainda encontramos em muitos lugares do mundo que seguem condutas hediondas contra as mulheres em nome das ditas “palavras santas”, como o Talibã, por exemplo !

    Tantas mulheres, na história, provaram serem melhores do que os homens em vários aspectos. Temos até um dia dedicado apenas a elas. A melhor forma de subjugar alguém é fazê-la acreditar que não é capaz, que não lhe é permitido e que pela sua “condição” ela não tem esse direito.

    Deus nos fez iguais ( homens e mulheres ) , no que diz respeito a capacidade intelectual, moral e espiritual. O homem “achando-se” na posição de “Senhor” de todos a sua volta, é que fez essa distinção entre os sexo, entre raça, entre credos……..entre seus irmãos.

    Eu apenas faria uma “reforma” na frase, deixando-a menos…..”prepotente”……… ” Minha casa e os que nela habitam, servimos ao Senhor !!”

    Abraço e boa semana da família a todos

    • Marco disse:

      Oi Luiz

      Primeiramente gostaria de falar do trecho em si de Josué, o centro deste post. Não vejo qualquer prepotencia de Josué, ao declarar ao povo que ele e sua família serviriam ao Senhor. Ele faz um declaração de algo que, está claro, já era consenso em sua família.

      Agora gostaria de falar do post em si. Não falei de nenhum tipo de submissão, como você argumenta com outro trechos bíblicos, não citados no post. Falo de obrigação, ou, divisão de tarefas. Como se diz no ambiente corporativo, 2 pessoas fazendo as mesmas coisas é mau uso de recusos pois 2 fazem o trabalho que somente 1 pode fazer.

      Posso dar um exemplo bem interessante para seu comentário. Estou participando de um curso técnico na empresa que trabalho, onde estão presentes pessoas de várias geografias. Temos participantes da America latina, EUA, Europa, Asia e Austrália. Somos 48 pessoas aprendendo sobre funções de engenharia de software. Temos aqui 47 homens e somente 1 mulher (extemamente capacitada e talentosa como pude ver até agora). Completo usando outro exemplo das faculdades de enfermagem, onde a maioria esmagadora são mulheres. E o que dizer sobre isso ?

      Será que o mundo atual continua extremamente preconceituoso, conforme citado ou será que, devido as características fisicas de homens e mulheres, cada um busca funções mais compatíveis com suas características pessoais ?

      Acho que o verdadeiro preconceito aqui, é dizer que um trabalho é menor que o outro. Nossa sociedade levanta-se ferozmente quando alguns defendem que muitas mulheres podem dedicar-se aos trabalhos dos filhos, se assim quiserem mas acho extremamente normal classificarem uma hierarquia entre o analista que gera planilhas e o lixeiro que deixa a rua limpa (como vimos um jornalista dizer em um passado recente). Será o trabalho do analista maior que a do lixeiro ?

      O trabalho da mulher na vida humana é incrivelmente superior ao do homem. É dela a faculdade de trazer a vida. Para mim é no mínimo engraçado alguem dizer que isto é uma coisa menor. Me deixa profundamente triste as mulheres que abrem mão disso, algo que somente elas podem fazer. Cabe ao homem, humildemente, sair e ir a busca do sustento da sua família, porque gerar a vida é uma faculdade que ele não possui.

  2. Luiz Coelho disse:

    Como havia dito, é um interessante post sobre Josué…..mas acho que me interpretei mal e acabamos nos desentendedo….se me permitir tentarei colocar os “pingos” nos “is”….

    “Como se diz no ambiente corporativo, 2 pessoas fazendo as mesmas coisas é mau uso de recursos, pois 2 fazem o trabalho que somente 1 pode fazer. “…..A comparação entre o ambiente familiar e o corporativo, nem sempre é válida; como neste caso, explico :

    Essa não é a situação de serviço repetitivo, mas de serviços complementares….do mesmo modo que vi vários posts insuflando que o “melhor” para a criação de um filho é a “família natural”…do mesmo modo que qualquer tipo de educação ( acadêmica, moral ou espiritual, etc ) pode e deve ser dada dos mais capacitados, ou instruídos aos de menor orientação da família; pois isso………quem sabe daqui a uns 10 anos o meu filho, com mais estudo, não possa me orientar melhor sobre como servir a Deus ou outro assunto qualquer ? ..( já passou por isso com seu pai algum dia ? )

    “…. devido as características físicas de homens e mulheres, cada um busca funções mais compatíveis com suas características pessoais ? “……Não comparei, e nem poderia comparar coisas distintas entre homens e mulheres ( porte físico, ou ao fato de poder conceber um filho )…..mas sim as semelhanças entre eles, como a capacidade intelectual ( perfeito exemplo da sua colega de trabalho ), moral e espiritual….Neste aspécto eles DEVEM ser tratados igualmente !!!

    Novamente, com relação aos afazeres da família, vemos hoje muitas mulheres trabalhando fora, como bem dito por você, e muitos homens fazendo o serviço doméstico. …como você disse…” Cabe ao homem, humildemente, sair e ir a busca do sustento da sua família, porque gerar a vida é uma faculdade que ele não possui. “… o fato da mulher gerar um filho é apenas uma função biológica; pois em diversas espécies é o macho quem cuida da prole, enquanto a fêmea “supri” a família…….e por isso que eu concordo quando você diz que nenhum trabalho é mais ou menos necessário ou prioritário que outro….ainda mais dentro do organismo familiar.

    Em um lar, não existe essa divisão; pois tanto pai ou mãe substituem e trocam funções entre si ( na falta do outro ) em prol de um bem maior do que seu status ou “posição natural” dentro do família… …O que eu gostaria de ter passado na primeira postagem era talvez a sua frase..”…é do pai a responsabilidade de ser a voz de direcionamento da casa (e lógico, devidamente alinhado com a esposa).”…alterada para …. é de AMBOS a responsabilidade de serem a voz de direcionamento da casa..( sem hierarquia – por isso postei os trechos bíblicos contrários com a minha opinião igualitária).

    Um grande abraço…gosto quando as pessoas me mostram as coisas vistas por outro ângulo ( diferente do meu )…assim posso analisar melhor cada fato analisado. Obrigado.

  3. Marco disse:

    Oi Luiz

    Não vejo a geração de uma vida um simples ato biológico. Se gerar uma vida é algo tão…. comum, sem maiores glórias, como podemos exaltar e ficarmos maravilhados quando um artista pinta um quadro (ex: Capela Sistina) ou faz uma escultura (ex: DAvid de Michelangelo), vendo aquilo com uma superioriedade singlular ??? Para mim este comentário é bem mais duro do que o post.

  4. Luiz Coelho disse:

    Saímos milhas e milhas de distância do foco do post…e terminamos em um ponto específico de um comentário sem se analisar, com argumentos, todo o resto das observações e indagações levantadas……mas ok…….vamos lá….Não pretendia ser rude, neste comentário, se o fui, peço mil desculpas ….Reflito sobre críticas…..e sobre tudo aquilo que as originou…..e acho que foi válido…..muitos lêem o blog, e espero também que meditem …. e vejam quais são as atitudes que tomam e como reagem àqueles com opiniões divergentes a sua !!!

    “É com o coração que se vê corretamente. O essencial é invisível aos olhos”..( Antoine Saint-Exupéry )

    Um grande abraço.
    Ps. Ainda posso continuar a comentar os post’s do blog ?

  5. Marco disse:

    Ola Luiz

    Você sempre é bem vindo !!

    🙂

    até a próxima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s