O Papa em Chipre e a História da Igreja

Nestes dias o Papa está visitando o Chipre. Pode parecer incrível que com tantos acontecimentos importantes ocorrendo no mundo, o Papa se dedique a ir ao Chipre, que com todo o respeito, não se pode afirmar ser o centro das atenções do mundo atual. Contudo, o Papa já esteve em Malta, recentemente, e agora visita esta pequena região, com reduzido número de católicos, (ao contrário de Malta, 95% católicos), em busca de nossos irmãos ortodoxos. Todos se recordam da missão de Paulo e Barnabé no início do Cristianismo e a fundação da Igreja naquele local. Ao longo da História, Chipre sempre acompanhou com seus pastores a história da Igreja. Os últimos Papas, têm se empenhado bastante nesta unidade Cristã, que se espera conseguir na diversidade de ritos que se desenvolveram ao longo dos séculos.

Nota-se neste carinho do Papa em deslocar-se para esta pequena região, o amor de um pai que necessita estar com todos os seus filhos, desde os mais pequeninos, assim como revigorar os primeiros passos da Igreja que devem estar presentes na consciência dos católicos de hoje. A Igreja Católica se mantém fiel as suas origens, nas suas tradições e principalmente na doutrina, que se faz depositária dos ensinamentos de Cristo, transmitidos pelos primeiros Apóstolos pela fé que se conserva até hoje. Isto não significa que a Igreja não procure estar atualizada aos acontecimentos cotidianos, procurando dialogar com o mundo não sendo mundana, pela obediência que se tem  ao mandamento imperativo de Cristo; Caminho, Verdade e Vida, e fonte de inúmeras alegrias, ainda que vividas em meio as dificuldades.  

Ler e estudar a História da Igreja deveria ser uma meta de todo católico. Não simplesmente pela curiosidade histórica de fatos, que são ricos em conteúdo e exemplos de verdadeiro heroísmo de nossos primeiros irmãos, que sem os antecedentes de dois mil anos, colocaram a própria vida à disposição da fé  para que hoje pudéssemos viver em Igreja. È importante também que se busque na História da Igreja esta identidade que passa fiel por mais de dois mil anos, e que nos questiona se estamos preparados a dar a vida por Cristo como eles o fizeram pensando em tantos que deverão ainda seguir este caminho de salvação. Quantos anos nos separa da parusia, a nova vinda de Cristo, a Deus pertence, mas sabidamente os nossos dias estão contados em mais ou menos anos, e é este o tempo que temos para deixar aos nossos irmãos o exemplo de fidelidade que Cristo nos pede para  eternidade.

Até a semana que vem.

Valdir

Anúncios

Sobre vreginato

Casado e tem três filhos. Médico e Terapêuta de Família. Professor de Bioética, Históra da Medicina e Espiritualidade e Mediicna na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), membro do Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde da Unifesp, Coordenador da Pastoral da Família da Paróquia Nossa Senhora do Brasil
Esse post foi publicado em Palavra da Igreja. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para O Papa em Chipre e a História da Igreja

  1. lutfe disse:

    Valdir, suas palavras são de incentivo e nos faz querer aprender cada vez mais. Obrigado, que Deus Lhe abençoe! Lutfe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s