Qual o seu diferencial ?

Num ambiente concorrido e com profissionais cada vez mais preparados  hoje em dia, torna-se cada vez mais importante o profissional que quer colocar-se no mercado ter o “algo a mais” que as empresas não encontram em outras pessoas. É o que o mercado chama de “diferencial”.  

Ter vivido um período fora do país, 3 ou 4 línguas fluentes, criatividade, “espírito de líder”, carisma, “felling” para os negócios são alguns dos itens que são sacados em currículos e entrevistas pelo mundo corporativo afora, para que os candidatos sobressaiam e mereçam as vagas propostas. Nada mais justo para um profissional que, além de ter trabalhado muito para ter uma ótima formação, também tenha itens que o destaque em relação aos demais candidatos a uma determinada vaga.  

 Porém, Você já pensou em dizer que seu diferencial é ser cristão ? (!!!)  

Não ? Pois deveria. Tudo bem, você não precisa ser tão direto assim (vai assustar o entrevistador) mas os valores cristãos são realmente um “diferencial” no mundo corporativo atual. Olhem alguns exemplos:  

  • Respeito ao ser humano (Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo): Quem não quer ser liderado por um gerente ou diretor que pensa muito na equipe que o cerca ? Um líder com valores cristãos não enxerga a empresa como uma série de pessoas que tem um número de empregados e que são despesas a serem cortadas. Sua motivação pela ajuda ao próximo o faz buscar outras alternativas de resolução de problemas, sempre levando o funcionário em primeiro lugar, tornando-se um lider respeitado pelo seu time.
  • Tranquilidade nos momentos de turbulência (Olhai como crescem os lírios. Não trabalham, nem fiam. No entanto, eu vos digo: nem Salomão, em toda a sua glória, jamais se vestiu como um só dentre eles, Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançado ao forno, quanto mais não fará convosco ?): Todos já devem ter visto profissionais altamente capacitados que, diante de um grande problema na empresa, perdem a referência e desesperam-se, perdendo o foco e a solução do problema. Um profissional com valores cristãos não se desespera facilmente. Sua rocha é Cristo. Um profissional cristão olha além das paredes da empresa e vê mais (porquê vê com os olhos de Cristo) e sabe que não está só. Sua calma alcançada nos momentos de oração podem levar o problema a sua resolução de uma forma serena, conduzindo à todos de forma segura e confiável.
  • Senso de justiça (Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo): É complicado dizer que senso de justiça é um diferencial hoje em dia mas quando vemos os noticiários, infelizmente, isso é uma realidade. O verdadeiro cristão leva consigo o selo de Cristo, que é seu batismo, e irá honrá-lo.
  • DelegadorNão se vendem dois pardais por uma moedinha? No entanto, nenhum deles cai no chão sem o consentimento do vosso Pai. Quanto a vós, até os cabelos da cabeça estão todos contados): Não há nada mais complexo num ambiente coorporativo que um profissional centralizador. Ele afoga e bloqueia o andamento de uma empresa ou departamento. O profissional cristão sabe que não está tudo em suas mãos. A doutrina cristã mostra que temos que, todos os dias, confiar nossas vidas à providência de Cristo. Por este motivo, estes profissionais sabem que devem também confiar em outras pessoas para executar o trabalho, pois já sabem que eles fazem parte do “todo” e não são os donos dele.
  • Trabalho voluntário

 Entre outros. 

 Prepare sua apresentação e boa sorte na próxima entrevista !! 

Boa semana a todos !

Anúncios

Sobre Marco

Marco é casado com Mariana e tem os pequenos Carol e Rafael. Ele é formado em Tecnologia da Informação, pós graduado em administração e trabalha há 14 anos no mercado corporativo de TI. Atua na Igreja Católica desde a adolescência, participando de grupo de jovens, ministérios de música e equipes de evangelização. Está na pastoral da familia da paróquia Nossa Senhora do Brasil desde 2007, atuando junto às familias e aos casais que buscam o matrimônio.
Esse post foi publicado em Familia&Trabalho. Bookmark o link permanente.

9 respostas para Qual o seu diferencial ?

  1. Valdir Reginato disse:

    Marco

    Parabéns pelo “currículo”. Achei a idéia ótima.

    Se me pertmite, tenho acrescentado um ítem como principal para os casados: Sou casado com “fulana” e tenho tantos filhos, e eles são o meu maior valor. Pelo menos tenho a certeza que ninguém mais fez esta “atividade” curricular ela é única.

    Nesta úlirma sexta tive a oportunidade de dar uma palestra no XVI Congresso Eucarístico Naciona (Brasília), que será nosso tema de amanhã, e após a minha apresentação formal por parte do coordenador do que “eu sou” ou “já fiz”, eu acrescentei isto.
    “Sou casado há 25 anos com Cynthia e temos três filhos….” porque acredito que isto tenha sido o de melhor que já construi, e com certeza é uma “especialidade”, que ningém tem.

    Para minha surpresa fui muito apludido por isto, mais do que pela palestra, que aliás, muitos poderiam tê-la feita melhor que eu.

    Valorização da família já se torna um ítem a ser considerado em algumas “empresas família” da Europa. Penso que vale a pena incluir.

    Abraços

    Valdir

  2. Luiz Coelho disse:

    Bom dia…..

    A idéia de incluir as virtudes cristãs em um portifólio é bem interessante, porém ela esbarra em um detalhe, a comprovação.

    Cursos, graduações, projetos desenvolvidos, testemunhos, etc; tudo que é documentado é passível de inclusão curricular. Entretanto a subjetividade de suas atitudes é bem difícil de demonstrar no papel.

    Virtudes genéricas e muitas vezes “chavões” no currículo, como liderança, poder de decisão, objetividade, honra, caráter, senso de justiça, etc…são atributos que além de totalmente subjetivos, ou seja, é você falando de você mesmo sem provas concretas, não podem ser comprovados no papel. Se fosse assim seus vícios também deveriam contar, pois eles podem ser mais nocivos do que as virtudes serem benéficas.

    Trabalhos voluntários, estar casado a algum tempo e com filhos, adoção de uma criança, caridade real e sem pretensão de obter qualquer retorno em troca. Essas e tantas outras atitudes cristãs podem ser comprovadas e devem sim ser colocadas em seu currículo, pois fazem parte da sua vida, assim como seus títulos acadêmicos e valem tanto, ou até mais no mundo corporativo, aonde o ser humano é a essência do negócio, apesar de muitos não pensarem assim.

    Luiz Coelho

  3. Lutfe disse:

    Olha pessoal, não é fácil ser cristão, amar uns aos outros como Vós o ameis é difícil e exige esforço, motivação e humildade (Acabei de ter um exemplo disso). Somos repletos de sentimentos de raiva e se a racionalidade não nos ajuda, com base na tradição e nas sagradas escrituras, não seríamos cristãos.

    Cristão é aquele que pratica o cristianismo.

    Um abraço a todos,

    Lutfe

  4. Marco disse:

    Ola Valdir, Luiz e Lutfe

    Ótimos comentários !

    Poderia incluir na lista de atitudes:

    * Participo das celebrações eucarísticas uma ou mais vezes por semana.
    * Confesso-me com um sacerdote frequentemente
    * Participo ativamente ha XX tempo das pastorais A, B ou C

    Fiquei imaginando uma entrevista assim:

    [entrevistador]: Por favor, fale um pouco sobre você;

    [entrevistado]: Eu sou João, tenho 40 anos, 15 anos de experiência na função. Tenho pós-graduação na universidade NNNN , minhas especializações são X, Y e Z e já trabalhei nas empresas A, B e C.
    Sou casado, tenho 4 filhos, católico. Participo com minha familia das celebrações semanais, temos trabalho voluntário AAAA e nos movimentos da nossa paróquia…

  5. lutfe disse:

    Boa Marco, obrigado pelo texto.

    Ser cristão não é fácil, mas é a melhor coisa que Deus pode nos ter concebido em termos de fé.

    Abraço a todos, Deus abençoe a todos

    Lutfe

  6. Cristiane disse:

    Olá Marco ,

    Achei excelente e de uma inspiração incrível, Parabéns !!!!
    Concordo com o complemento fundamental do Valdir, pois numa família há a convivência, o respeito, o espírito de entre ajuda, que são fundamentais no dia a dia de trabalho para um resultado crescente de êxito. Penso que a comprovação destas virtudes poderão ser vivenciadas pelas atitudes no dia a dia como provas reais e concretas.

    Abraços,
    Cristiane R. C. Pennacchi

  7. Ana - B Maranatha Jaú disse:

    Este artigo mostra que realmente aqueles q tem plantado em seus corações o exemplo de seus pais, podem se afastar da árvore, mas permanecem sob a sombra de seus valores.
    Deus abençoe esta família por quem vigiamos sem cessar junto ao Sagrado Coração de Jesus,

  8. Pingback: Estresse não é doença « Casa de Familia

  9. Pingback: Repassando 2010 | Casa de Familia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s