Na dúvida, o Pai-Nosso

Prezados Amigos, gostaria de iniciar agradecendo os comentários que foram feitos aos dois primeiros artigos que escrevi neste blog, de fato, foram verdadeiros adendos aos artigos, que os complementaram de forma lógica e espontânea, dando maior completude aos mesmos. Muito obrigado de coração a todos aqueles que leram e comentaram!!!

Quantos de nós não temos dificuldade em orar, em começar uma conversa  humilde com Deus e ir até o fim, pedindo, agradecendo e clamando por perdão. Temos muitas fraquezas e limitações, que não devem servir para não perseveramos, devemos perservar sempre em nosso contato com Deus, por meio da oração. De qualquer forma, vai uma dica, quando as palavras não vierem, o cansaço se sobressair ou mesmo na dúvida sobre o que pedir e o que agradecer, bem como sobre quais pecados apresentar, rezemos o Pai-nosso!

O Pai-nosso é a oração perfeita que Jesus nos ensinou, conforme podemos observar em Mateus, Capítulo 5, versículos 5-15, que aqui transcrevemos:

“Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de orar na sinagogas e nas esquinas ds praças, em posição de serem vistos pelos outros. Em verdade vos digo: já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai que está escondido. E o teu Pai, que vê no escondido, te dará a recompensa. Quando orardes, não useis muitas palavras, como fazem os pagãos. Eles pensam que serão ouvidos por força das mutias palavras. Não sejais como eles,  pois o vosso Pai sabe do que  precisais, antes de vós o pedirdes. Vós portanto, orai assim:

Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome, venha o teu Reino, seja feita a tua vontade, como no céu, assim também na terra. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. Perdoa as nossas dívidas, assim como nos perdoamos aos que nos devem. E não nos introduzas em tentação, mas livra-nos do Maligno.

De fato, se vós perdoardes aos outros as suas faltas, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará. Mas, se vós não perdoares aos outros, vosso Pai também não perdoará as vossas faltas.”

Para completar rezemos também uma Ave Maria, já que a nossa Mãe intercessora levará as nossas súplicas de forma perfeita, clara e transparente ao nosso Senhor.

Concluindo: Devemos rezar sempre, mesmo quando não sabemos como, posto que Jesus Cristo nos ensinou a oração perfeita!

Um abraço a todos, até quarta que vem!

Anúncios
Esse post foi publicado em Rezar em Familia. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Na dúvida, o Pai-Nosso

  1. Valdir Reginato disse:

    Lutfe

    Um texto simples e concreto! Assim deve serm um cristão. Simples porque tem uma “cara só” sem duplicidade, sem maquiagem, sem querer demonstrar o que não é.
    Concreto, porque faz aquilo que se dispos a fazer dentro da conscientizaçõ das suas limitações humanas, mas sabendo ser ouvido por ser filho de Deus. Não coloca grandes e distantes objetivos que nunca chegam a se realizar.
    Simples como as crianças, concreto como os humildes!

    Obrigado Lufte

    Valdir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s