O prazer de servir

Esta semana, uma situação lembrou-me de um texto que li ainda na infância (acho que na 4a. serie), sobre o prazer de servir. Abaixo o texto:

O Prazer de Servir
Era uma vez uma bananeira muito bonita que dava belos frutos. Ao seu lado crescia um pé de espinho muito mal-humorado. A bananeira trabalhava na fabricação dos frutos. O pé de espinho reclamava e punha defeito em tudo. Uns meninos, que ali passavam, viram as frutas. Logo pegaram algumas deliciosas bananas. Então, o espinheiro, fazendo a cara mais feia que tinha, falou: Tenho pena de você. Como se aproveitam de sua mansidão! Os insetos roem seu caule. Os pássaros e as abelhas tiram o néctar de suas flores. Os homens arrancam suas frutas. Depois, quando você ficar velha a derrubam sem dó.
A bananeira respondeu:
Pois eu me sinto feliz, alimento os insetos e os passarinhos. Minhas frutas são nutritivas. E, se me derrubam, é porque no meu lugar ficará outra
árvore para continuar o meu trabalho. Sinto prazer em servir. Em troca, ninguém gosta de você. Que adianta viver tranqüilo e inútil?
FERREIRA, Idalina L. O prazer de servir. In: SORDI, Rose. Magistrando a Língua Portuguesa: literatura brasileira, redação, gramática, metodologia
de ensino e literatura infantil. São Paulo: Moderna, 1991. p. 132.

“Que de adianta viver tranqüilo e inútil”, pergunta a bananeira ao espinheiro. Achei este texto da literatura infantil extremamente educativo para nós adultos (acho que é por isso que Jesus nos disse para sermos como crianças para ganhar o reino dos céus).
Hoje gostaria de deixar poucas palavras, para que cada um pudesse refletir um pouco qual dos dois personagens cada um esta atuando hoje. Você é a pessoa que está mais ajudando como a bananeira ou reclamando como o espinheiro ?
até semana que vem !

Anúncios

Sobre Marco

Marco é casado com Mariana e tem os pequenos Carol e Rafael. Ele é formado em Tecnologia da Informação, pós graduado em administração e trabalha há 14 anos no mercado corporativo de TI. Atua na Igreja Católica desde a adolescência, participando de grupo de jovens, ministérios de música e equipes de evangelização. Está na pastoral da familia da paróquia Nossa Senhora do Brasil desde 2007, atuando junto às familias e aos casais que buscam o matrimônio.
Esse post foi publicado em Familia&Trabalho. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s